www.publico.ptpublico.pt - 2 dez 18:08

Deputado Cotrim de Figueiredo é o único candidato à liderança da Iniciativa Liberal

Deputado Cotrim de Figueiredo é o único candidato à liderança da Iniciativa Liberal

O único deputado eleito deverá suceder a Carlos Guimarães Pinto, que renunciou à liderança do Iniciativa Liberal quando Cotrim de Figueiredo se estreou com uma intervenção no parlamento.

O deputado João Cotrim de Figueiredo é o único candidato à liderança da Iniciativa Liberal, cuja eleição da comissão executiva vai decorrer na III Convenção Nacional, órgão máximo do partido, no domingo, em Pombal. Fonte oficial do partido adiantou à agência Lusa que João Cotrim de Figueiredo encabeça a lista única à comissão executiva, com a moção de estratégia global “Juntos a liberalizar”. A convenção está marcada para domingo, a partir das 10h30, no auditório da Biblioteca Municipal de Pombal, distrito de Leiria.

João Cotrim de Figueiredo é assim o único candidato a suceder a Carlos Guimarães Pinto na presidência da Iniciativa Liberal, que em 30 de Outubro anunciou que abandonaria a liderança do partido, considerando que a sua missão estava cumprida no “dia histórico” em que a força política se estreou com uma intervenção no parlamento.

“Não me podem pedir que continue a sacrificar a minha vida por uma causa. Foi um ano intenso em que tive que abdicar de muito para fazer este caminho. Fi-lo numa altura em que ninguém o teria feito. Criei as condições para que outros o possam fazer daqui para a frente com recursos que eu nunca tive e, espero eu, menos sacrifícios pessoais. Não me podem exigir mais”, referiu Guimarães Pinto na rede social Facebook, à data.

Além da eleição da comissão executiva, de acordo com a mesma fonte, a convenção nacional servirá ainda para preenchimentos de lugares vagos no conselho de jurisdição e no conselho nacional. Foram apresentadas 22 candidaturas individuais para seis vagas no conselho nacional e uma para o lugar que está em aberto no conselho de jurisdição.

Segundo o regimento da convenção, as eleições dos órgãos nacionais do partido realizam-se nessa mesma reunião por “voto directo, pessoal e secreto”, devendo os membros votar, no caso do conselho nacional e do conselho de jurisdição, “até ao número de candidatos suficiente para preencher as vagas disponíveis”.

De acordo com a ordem de trabalhos do encontro, a que a agência Lusa teve acesso, além do período eleitoral — que culminará com a exoneração dos titulares do órgão cessante, a tomada de posse dos eleitos e o discurso do novo presidente da comissão executiva —, será ainda feita uma análise e discussão da actual situação política.

PÚBLICO - MIGUEL A. LOPES/LUSA PÚBLICO - MIGUEL A. LOPES/LUSA Fotogaleria MIGUEL A. LOPES/LUSA

A última convenção do partido, na qual foi eleito Carlos Guimarães Pinto como presidente, realizou-se há pouco mais de um ano, em 13 de Outubro de 2018. A Iniciativa Liberal foi reconhecida pelo Tribunal Constitucional em 13 de Dezembro de 2017, tendo-se estreado em eleições nas europeias deste ano. Meses depois, nas eleições para a Assembleia da República, a Iniciativa Liberal conseguiu eleger um único deputado, pelo círculo de Lisboa. Já Carlos Guimarães Pinto liderou a lista do partido pelo Porto não conseguiu ser eleito.

João Cotrim de Figueiredo foi o primeiro dos deputados únicos a apresentar um projecto de alteração ao regimento da Assembleia da República. O objectivo é o mesmo: “assegurar a justa e proporcional representatividade de todos os partidos políticos”.

Além da proposta de alteração ao regimento, a Iniciativa Liberal apresentou mais três iniciativas: dois projectos de resolução e um projecto de lei. O projecto de lei defende que os recibos de vencimento dos trabalhadores por conta de outrem passem a ter os custos suportados pela entidade patronal no âmbito das contribuições para a Segurança Social

1
1