www.publico.ptpublico.pt - 11 nov 00:09

PSP apreende armas e droga em operação em bairros lisboetas

PSP apreende armas e droga em operação em bairros lisboetas

A polícia deteve duas pessoas e outras três foram constituídas arguidas e sujeitas a termo de identidade e residência.

A PSP de Lisboa apreendeu esta semana diversas armas, desde caçadeiras, sabres, matracas e punhais, em três bairros lisboetas, onde algumas pessoas vivem em “cenários de extrema violência”, divulgou este domingo o comando metropolitano.

Na passada quinta-feira, a PSP levou a cabo uma operação especial de prevenção criminal nas freguesias lisboetas do Beato, Marvila e Penha de França. A operação teve por base “uma série de desordens e agressões com armas de fogo nas imediações de bairros específicos destas freguesias lisboetas, incidindo na detecção de armas de fogo, munições, seus componentes e demais material proibido à luz da Lei das Armas”, anunciou hoje o gabinete de imprensa da PSP.

A polícia realizou mais de 20 buscas domiciliárias e não domiciliárias que resultaram na apreensão de uma caçadeira de canos largos, uma carabina e duas armas de ar comprimido para tiro desportivo. Foram ainda apreendidos quatro sabres, uma matraca e oito punhais, assim como mais de meia centena de munições e cerca de dois mil petardos. A PSP encontrou também 38 doses de haxixe e um moinho com resíduos de cocaína, segundo o comunicado enviado para as redacções.

No âmbito desta operação, a polícia deteve duas pessoas, sendo que sob uma “pendia mandado de detenção e condução a estabelecimento prisional para cumprimento de pena de prisão efectiva de dois anos de prisão” por tráfico de droga. Outras três pessoas foram constituídas arguidas e sujeitas a termo de identidade e residência por posse de armas de fogo, munições e componentes.

A PSP acredita que “para além dos resultados objectivos já elencados, terá conseguido reforçar os níveis de segurança da população residentes nestas zonas habitacionais, que coabitam, amiúde, com cenários de extrema violência e profundamente perturbadores da sua tranquilidade e bem-estar”, sublinha o gabinete de imprensa.

1
1