visao.sapo.ptvisao.sapo.pt - 10 nov 23:51

Amor e Sexualidade

Amor e Sexualidade

Visão História

Egito Prazeres à beira do Nilo

Do antigo Egito chegam-nos cenas de grande beleza amorosa, em que a mulher dos estratos sociais elevados desempenhava um papel primordial

Francisco Garcia

Grécia O sexo e a pólis

De meio de controlo social a prática hedonista, diversas eram as funções dos comportamentos sexuais entre os Gregos da Antiguidade

Nuno Simões Rodrigues

Roma Em Roma, sê romano

O mundo romano, incluindo os aspetos sexuais e eróticos, regia-se por regras diferentes das que o cristianismo viria a impor

Lourenço Pereira Coutinho

Cleópatra e Marco António

Devoradores de pérolas

Luís Almeida Martins

Bíblia Uma só carne

De que modo o sexo é tratado nesse eterno bestseller que é a Bíblia? Uma viagem pelo Antigo e pelo Novo Testamento

Patrícia Reis

Idade Média Norma e transgressão

A partir do fim da Antiguidade, o corpo passou a representar um perigo para a moral cristã e a própria paixão conjugal excessiva podia tornar-se luxúria

Maria Filomena Lopes de Barros

Pedro e Inês, amantes inconvenientes

Luís Almeida Martins

As mulheres dos cruzados

Anos a fio aguardando o regresso do marido da longínqua Terra Santa quase sempre davam azo a mal-entendidos e outros episódios picantes

Luís Almeida Martins

Adultério Os amores dos reis

De moças de varrer o paço a damas da corte, passando por freiras ou atrizes, entre tantas outras, são incontáveis as mulheres que passaram pelo leito dos reis de Portugal

Joana Pinheiro de Almeida

Divórcio Os casamentos de Henrique VIII

Henrique VIII de Inglaterra simboliza o divórcio. Quando o Papa não lho concedeu fundou a 'sua' igreja

Luís Almeida Martins

Expansão Como era a bordo das naus

Ausentes de terra durante semanas ou meses, os homens embarcados em navios dos séculos XVI e XVII recorriam ao onanismo e à sodomia, mas por vezes conseguiam ter relações sexuais com mulheres

Marco Oliveira Borges

Amor e desejo segundo Leão Hebreu

Sem o amor, nada faria sentido ��� é a tese defendida por um importante humanista natural de Lisboa

Por Adelino Cardoso

Doença A 'sifilização' da Europa

A mais temida das doenças venéreas anteriores à sida foi «importada» da América e tratou-se com pau-santo e mercúrio antes do advento da penicilina

J. A. David de Morais

Século XIX A arte do galanteio

Quer na cidade quer nos meios rurais, havia regras muito rígidas a observar, sobretudo para preservar a imagem e a reputação da mulher

José Machado Pais

Paraliteratura Os livros malditos

As muitas obras de Alfredo Gallis podem surgir assinadas por Condessa de Til, Barão Alfa e sobretudo Rabelais, o mais famoso dos pseudónimos que usava. Foi ele o principal nome da literatura licenciosa do século XIX

Emília Caetano

Escândalo A 'loucura lúcida' de Adelaide

Há cem anos, a herdeira do Diário de Notícias desapareceu um dia de casa deixando marido, filho e uma vida de luxo, para ir viver com o ex-motorista, muito mais novo. ‘Caçada’ pela GNR, seria internada num hospital psiquiátrico

Teresa Campos

Prostituição As meninas da madame

Durante mais de cem anos, o Estado português tentou integrar e fiscalizar a prostituição feminina, com o principal argumento de combater doenças venéreas como a sífilis. Uma visita às ‘casas toleradas’

João Pacheco

Estado Novo O caso 'Ballet Rose'

No escândalo ‘Ballet Rose’, envolvendo altas figuras do salazarismo, duas prostitutas seriam condenadas mas todos os homens absolvidos

Luís Pedro Cabral

Medicina A Sexologia Clínica

Quando e como surgiu a Sexologia Clínica, e de que forma ela se interpenetra com outras ‘disciplinas’?

José Pacheco

Anos 60 Liberdade e repressão

A mulher era a fada do lar, o marido dono do seu corpo. Casava-se à pressa em caso de ‘acidente’ e às escondidas jogava-se às ‘chavinhas’. A revolução sexual trouxe a pílula, o amor livre, a libertação feminina e o divórcio

Miguel Carvalho

Depoimento Histórias de revolução e regressão

Protagonista da libertação das mulheres e das lutas contra a moral social e sexual em ditadura, a escritora recorda, em discurso direto, esses tempos sufocantes e castradores, sem esquecer os retrocessos

Maria Teresa Horta

Pornografia Toda a nudez será filmada

Dos filmes amadores e clandestinos a uma indústria bilionária vai um caminho de pouco mais de um século. Sempre a descobrir novas formas de consumo de cinema erótico e pornográfico João Gobern

Literatura As histórias de amor não têm um final feliz

Assim no-lo ensina – se necessário fosse – a literatura, quer através da recriação de histórias reais quer da invenção de posteriores realidades

António Mega Ferreira

1
1