expresso.ptLuís Marques - 10 nov 08:45

O lobista português

O lobista português

Todo o empresário, ou empresa, com negócios dependentes do Estado precisa de ter um lobista na lapela

Regra geral, o lobista português é um ex-político, um ex-governante, ou mesmo um ex-dirigente partidário. Existem ainda casos, bastante frequentes, de acumulação. Políticos no ativo que fazem lóbi. Ou lobistas que mantêm atividade política. É uma espécie de profissão só acessível a quem tenha penado longos anos a percorrer os corredores do poder, origem literal do lobismo, na sua raiz britânica. Começa muitas vezes nas juventudes partidárias, continua na atividade parlamentar, ou na vereação das Câmaras e atinge o apogeu quando o futuro lobista consegue um lugar num governo. Não precisa de ser ministro, embora o facto de o ser valorize o currículo.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler (também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso).

Torne-se assinante

1
1