www.publico.ptpublico.pt - 10 nov 19:27

Manuel Violas Jr. foi um conquistador em Tróia

Manuel Violas Jr. foi um conquistador em Tróia

Antigo internacional amador português vence Internacional Mid-Amateur de Portugal

Manuel Violas Jr foi o sensacional vencedor da segunda edição do Campeonato Internacional Mid-Amateur de Portugal (escalão acima dos 30 anos), que a Federação Portuguesa de Golfe organizou no Tróia Golf. Sucede ao alemão Jorg Paulus na lista dos campeões desta ainda recente prova, que já este ano registou um aumento de 30 para 50 jogadores participantes de 11 países. 

Partindo para a terceira e última volta no trio dos sextos classificados, a cinco pancadas do líder inglês Brad Smith, o português do Oporto Golf Club finalizou-a com o brilhante resultado de 66 pancadas (6 abaixo do Par 72) – a melhor volta do torneio e a única nas 60 – ultrapassando-o pela margem mínima.

A equipa de Portugal que conquistou a Taça das Nações, com Romeu Gonçalves, Manuel Violas e Luís Costa Macedo © FILIPE GUERRA/GOLFTATTOO/FPG

“É sempre bom ganhar, principalmente jogando bem, num bom torneio, com um bom ‘field’, uma série de bons jogadores de vários países”, afirmou o antigo internacional amador da seleções nacionais, que fará 32 anos na próxima semana e nos últimos três anos tem estado ausente dos torneios do calendário federativo. 

“Hoje joguei bem mesmo. Nos outros dias, deu para desenrascar, tive fases boas e fases más. Hoje quase não tive fases más e as fases boas foram fases muito boas”, acrescentou, referindo-se à forma como finalizou cada uma das duas metades do campo; a primeira, com uma série de eagle-birdie-birdie; a segunda, com birdie-birdie-birdie. 

Manuel Violas – que chegou a estar seis acima do Par após os 11 primeiros buracos do torneio, na sexta-feira – totalizou 215 (75-74-66), 1 abaixo do Par, contra as 216 de Brad Smith (70-72-72), o vice-campeão que foi o único jogador que nunca perdeu para o Par nas três voltas regulamentares. O espanhol Jacob Cestino desceu de segundo para terceiro, com 217 (72-73-72), e o sueco Jonas Walmo foi quarto, com 221 (75-73-73).  

Manuel Violas fez parte da seleção nacional que, em 2008, em Buenos Aires, obteve a melhor marca de sempre no Campeonato do Mundo Masculino por Equipas (Troféu Eisenhower), o 13.º lugar, numa equipa com Pedro Figueiredo e José Maria Jóia e orientada pelo selecionador nacional Sebastião Gil. 

Luís Costa Macedo, do Lisbon Sports Club, vice-campeão o ano passado na edição inaugural do Internacional Mid-Amateur de Portugal, voltou a protagonizar uma grande prova terminando no 5.º lugar, com 222 (76-74-72). 

Portugal venceu em toda linha e a sua principal equipa, com Violas e Costa Macedo e ainda Romeu Gonçalves (CG Vilamoura), conquistou troféu coletivo da Taça das Nações. Entre 16 equipas e num formato em que se somavam os dois melhores resultados diários de cada trio, Portugal I totalizou 437 pancadas (151-148-138), 5 acima do Par. 

A Inglaterra foi segunda com 439 (+7) e a Suíça terceira com 447 (145-146-148). O conjunto de Portugal III, com Carlos Costa, Manuel Quinta e João Fortes, foi 5.º classificado. 

Manuel Quinta foi 11.º individual, com 229 (76-77-76) e o 12.º lugar foi repartido por Miguel Franco de Sousa (82-74-74), presidente da FPG, e Tiago Costa (74-76-80), campeão nacional mid-amateur, ambos com 230 (+14).

Veja mais em www.golftattoo.com

1
1