Não é só a arquidiocese de Braga que tem motivos para viver a interpelação desta canonização responsabilizante. É toda a Igreja portuguesa, de norte a sul.