pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 8 nov 17:00

E Porque Hoje é Sexta

E Porque Hoje é Sexta

E Porque Hoje é Sexta é a mais antiga rubrica de humor da Internet em Portugal. Nascida para lhe abrir a porta do fim de semana com boa disposição.

Lá terminou mais um evento tecnológico em Lisboa. Ouvido de passagem, alguém dizia que a Web Summit é uma espécie de Expo Noivos, mas para apps de telemóveis. Redutor, dirão alguns, e com razão, porque tinham lá apps para tablets.

Fora isso, tudo muito bom. Como tal, vamos ao que interessa.


Ver imagens

Dentro do ZIP existem mais de 100 FANTÁSTICAS imagens (para homens de barba rija e pessoas bem humoradas), fica aqui o convite a que saque e veja a totalidade das imagens.

E porque hoje é sexta v615 [16.6 MB]

Password: www.pplware.com

ANEDOTAS COM HUMOR

Certo dia o Domingos vai à casa de banho e repara que a sua urina é parecida com espuma. Passada uma semana, o problema continua, ele já anda em pânico e resolve contar à mulher:
– Maria, ando com um grave problema!
– Diz lá o que se passa homem. – responde a mulher.
Diz o homem:
– Sabes… eu quando urino deito espuma…
Responde a mulher:
– Oh homem vai já ao médico ver o que isso é, pode ser uma coisa grave!
E assim foi, o Domingos foi consultar um especialista. Entra no consultório e pergunta o médico:
– Então diga lá o que o traz por cá.
Explica o paciente:
– Oh Sr. Dr. eu devo ter uma problema muito grave, sabe eu quando urino deito espuma…
Responde o médico:
– O quê? Oh homem isso deve ser gravíssimo! Mas não se preocupe que nós vamos ver o que se passa.
O médico fez uma recolha de urina para fazer análises e pediu ao Domingos para voltar no dia seguinte. O Domingos todo nervoso lá foi no dia seguinte ao consultório e mal entrou, encontra o médico todo contente:
– O Domingos pá dê cá um abraço!!! Você é um homem de sorte!!
– Sou? Enão porquê?! – Responde confuso o pobre homem.
Explica o médico:
– A espuma que você deita… é champanhe! Vá mas é para casa festejar…
O Domingos todo feliz da vida foi a correr contar à mulher:
– Oh mulher, afinal tanta preocupação para nada!
– Então?! – Pergunta intrigada a mulher.
Explica o homem:
– Aquela espuma que eu urino é champanhe. Vamos é beber e festejar!
– Boa ideia… vou já buscar os copos! – diz a mulher.
E o Domingos responde:
– Mas traz só um que tu bebes pelo gargalo.

Manhã tranquila bem nos confins de Trás-os-Montes.
O velho Prior estava em frente à igreja quando viu passar uma menina
de uns nove ou dez anos, pés descalços, franzina, meio subnutrida, ar
angelical, conduzindo uma meia dúzia de cabras. Era com esforço que a garotinha conseguia reunir as cabras e obrigá-las a caminhar.
O padre observava a cena. Começou a imaginar se aquilo não era um caso de exploração de trabalho infantil e foi conversar com a menina.
– Olá, minha querida. Como te chamas?
– Maria da Luz, Sr. Prior.
– O que vais fazer com essas cabras, Maria da Luz?
– Vou levá-las à quinta do Sr. Alcides para o bode as cobrir.
– Olha lá, Maria da Luz, o teu pai ou os teus irmãos mais velhos não
podiam fazer isso?
– Já fizeram Sr. Prior, mas não nasceu nada. Tem mesmo que ser um bode.

Um agricultor tinha muitos porcos. Certo dia, alguém apareceu e perguntou ao homem:
– O que é que dá de comer aos seus porcos?
Responde o agricultor:
– Ora, dou-lhes restos. Porquê?
Respondeu o outro indivíduo:
– Porque eu sou da Associação para a Proteção dos Animais. O senhor não alimenta os seus animais como deve ser, de modo que vou ter que o autuar.
Passados uns dias, outra pessoa aparece e pergunta ao homem:
– O que é que dá de comer aos seus porcos?
O agricultor, com medo de ser novamente autuado, decidiu por outra resposta:
– Eu?! Eu trato-os muito bem! Dou-lhes salmão, caviar… Porquê?
– Porque eu sou das Nações Unidas. Sabe, não é justo os seus porcos comerem tão bem quando há tanta gente a morrer de fome por esse mundo fora. Vou ter que o autuar.- Respondeu o homem.
O agricultor fica mesmo aborrecido. Passados mais uns dias, aparece outra pessoa que faz novamente a mesma pergunta:
– O que é que você dá de comer aos seus porcos?
O agricultor hesita um bocado e finalmente diz:
– Olhe… Não lhes dou nada… Entrego cinco euros a cada e cada um vai comer o que quiser.

Esta rubrica tem o apoio do nosso leitor João Pimentel

Vídeos Este tipo é brutal… Estes moços não se cansam de fazer as coisas devagar Cá ganda azar ó meu…. Bolas e tacos é com este… Compilação de coisas virais… e estranhas! Conseguimentos que te vão deixar atordoado… Em dose dupla dá outra pica… Bota lume nisso, dá cabo da lata Os êxitos do cinema mas em versão marmota. É verdade!!! Curiosidades: Paris no ano de 1900 O povo abóbora não para de surpreender! Por falar em surpreender, aqui vai aço! Vamos descontrair um bocado… com calma. De tirar o fôlego… O Arnaldo é uma moca. Os gatos são mais ou menos inteligentes vá!!! Com esta dança, não fiquem com os olhos trocado! O carteiro está com bruxedo? Brutal. Esta é uma nuvem rara Pesados… muito pesados mas ágeis! CLIQUE AQUI PARA VER A PÁGINA 2

1 2

1
1