www.publico.ptpublico.pt - 8 nov 17:34

Novo Audi A1 chega a Portugal com vontade de ser mais aventureiro

Novo Audi A1 chega a Portugal com vontade de ser mais aventureiro

Audi apresentou na Alemanha o Citycarver. Fomos pôr à prova o novo A1: mais alto, robusto e tecnológico, prepara-se para entrar em Portugal a toda a velocidade no final do ano.

Os chuviscos teimam em não parar. O rio Elba está escuro como breu. Hamburgo parece mais misteriosa à chuva. Felizmente, para nosso maior conforto, o passeio pela cidade é feito de carro. O novo Audi A1 Citycarver movimenta-se pelas ruas da cidade alemã com a maior naturalidade e agilidade. Na paisagem destaca-se o Elbphilharmonie, o edifício mais alto de Hamburgo, casa do Great Concert Hall.

A segunda maior cidade alemã recebe a apresentação do A1 Citycarver. Com a promessa de ser potente, desportivo, inspirador e moderno, o novo Audi quer chegar ao público jovem e trendy.

Uma das prioridades do Citycarver, que adopta algumas das mais avançadas tecnologias da marca, é o conforto do condutor. Neste A1 tudo é personalizável: a luz, o som e a conectividade. Ao chegar à primeira paragem do roteiro por Hamburgo, o GPS pergunta se o condutor quer ajuda na procura de estacionamento.

A viagem foi iniciada bem cedo nos subúrbios de Hamburgo. À primeira vista, o carro é bem mais alto do que o modelo anterior, o Sportback. No entanto, são apenas 40mm de diferença, conseguidos pelo aumento da suspensão e um novo modelo de pneus montados de série, com o objectivo de reforçar a performance no offroad.

Quatro startups, um só objectivo: criar tendências

O Studio Longboard é a primeira paragem do dia. Uma fusão entre uma loja de skates e um estúdio de gravação, onde neste dia se falará sobre a acústica nos automóveis. Uma das maiores dificuldades ao pensar no sistema sonoro de um carro está num dos materiais predominantes, o vidro. O fundador do Studio Longboard explica que o vidro reflecte o som, sem outro material que o consiga absorver de seguida.

De volta ao carro, são testadas as colunas. Ninguém diria, ao ouvir música no Citycarver, que foi um desafio criar a acústica. Ao som de alguns hits do momento, segue-se para o próximo destino para aprender sobre design.

Na startup Squirrel aprendemos que trabalhar no design de um novo automóvel implica um pensamento futurista. A Audi começa a desenhar um carro cinco anos antes do seu lançamento, o que implica prever o que será actual nessa época.

Na Squirell, não são feitas previsões do futuro, mas pensa-se nas necessidades actuais. Com isso em mente, os dois fundadores Flo e Bjorn criaram uma caixa para armazenamento de ténis, a Rckz.

PÚBLICO - Studio Longboard - loja de skates e estúdio de gravação. Studio Longboard - loja de skates e estúdio de gravação. DR PÚBLICO - Squirrel - agência de design Squirrel - agência de design DR PÚBLICO - Folgerkaiser - agência criativa Folgerkaiser - agência criativa DR PÚBLICO - Future Candy - agência de inovação digital Future Candy - agência de inovação digital DR Fotogaleria DR

O novo A1 Citycarver aproxima-se em termos de design do Q3 pela aparência robusta e a grelha Singleframe octogonal, com padrão de favos e acabamento preto-mate. No interior, o condutor é convidado à personalização. A edição especial Edition One, que faz a tour por Hamburgo, é equipada com bancos desportivos dianteiros, um volante em couro, com três raios com a sigla S e pedais em aço inoxidável.

O cinzento flecha é exclusivo da Edition One, bem como as jantes de 18 polegadas. É de destacar também o modelo em cor-de-laranja. As luzes LED e os faróis dianteiros, com acabamento em preto, contrastam com o laranja e o cinza.

PÚBLICO - DR PÚBLICO - Edition One Edition One DR PÚBLICO - Edition One Edition One DR PÚBLICO - DR PÚBLICO - Pormenor da frente do Audi A1 Citycarver. Pormenor da frente do Audi A1 Citycarver. DR PÚBLICO - DR Fotogaleria DR

A iluminação é fundamental num automóvel, mas também no mundo do espectáculo. Pode parecer estranha a associação, mas, na visita à agência criativa Fogelkaiser, percebe-se que afinal faz sentido. Luz e segurança estão intimamente ligados. Quando maior for a iluminação, mais seguro se sentirá o condutor. O mesmo acontece em palco, um artista de breakdance, uma das especialidades da Folgerkaiser, consegue dançar melhor se vir com clareza o palco onde actua.

O passeio por Hamburgo termina com a visita à Future Candy, uma agência de inovação digital. O Citycarver chega com tecnologia avançada, incluindo o painel de instrumentos de série com o Audi Virtual Cockpit, que oferece ambientes diferentes de exibição da informação.

O MMI (sistema de conectividade da Audi) vem de série em todas as versões do Citycarver, onde é possível, por exemplo, carregar o telemóvel sem fios. Já a versão MMI Navigation Plus é uma proposta opcional com um ecrã de dez polegadas e controlo de voz.

Em Chemnitz, a cidade natal da Audi, está a ser testado um sistema único, onde o carro avisa quando o semáforo irá ficar verde ou vermelho. Para já, esta funcionalidade do A1 Citycarver está em experimentação naquele município apenas, mas o objectivo é expandir para outros destinos, dentro em breve.

Em termos de motorizações, o A1 segue a tendência de qualquer citadino: chega sem quaisquer motores Diesel, havendo, para já, apenas um bloco a gasolina: o tricilindrico 1.0 TFSI, em duas declinações de potência (95cv e 116cv), podendo ser acoplado a caixa manual de seis velocidades ou a transmissão automática de dupla embraiagem (a conhecida S Tronic do emblema de Ingolstadt).

O sol em Hamburgo põe-se cedo e regressamos ao ponto de encontro já no lusco-fusco. Os carros de teste são parados à porta do Hauptsache Meins Café. Por agora, o novo A1 continuará por terras alemãs, mas a partir do final do ano a experiência Citycarver poderá ser vivida em Portugal. O preço para o mercado português começa em  25.500 euros.

Texto editado por Luís J. Santos
A Fugas viajou a convite da Audi

1
1