www.dinheirovivo.ptdinheirovivo.pt - 8 nov 17:01

Cookly. Do Pad Thai aos Pastéis de Nata para turista provar

Cookly. Do Pad Thai aos Pastéis de Nata para turista provar

Tem base na Tailândia onde fervilham receitas e tradições gastronómicas e está disponível em 150 cidades do mundo. Em Lisboa também.

Era uma vez um francês e um canadiano a viverem na Tailândia. No que resultou? Chama-se Cookly, e é uma startup que quer ajudar os turistas a conhecerem os países que visitam através da herança gastronómica.

“Queremos ligar as pessoas de todo o mundo através da gastronomia. Achamos que a gastronomia é uma das melhores formas de introduzir uma cultura a alguém que vem de fora”, diz Etienne Marleau-Rancourt, co-fundador.

Etienne é canadiano, mas já está na Tailândia há cinco anos. Naquele país, o ecossistema de startups relacionadas com gastronomia tem crescido, com um apoio do governo que ainda está à espera de ver surgir o primeiro unicórnio tailandês.

Apesar de ter nascido no sudoeste asiático, este é um negócio internacional. Está disponível em 30 países – 150 cidades -, e conta com mais de 1000 aulas lecionadas por nativos.

“Somos diferentes e queremos incentivar as pessoas para que sejam mais arrojadas, experimentem coisas novas. Por exemplo, se fores a Itália há muito mais do que Pizza e Pasta. E na Tailândia também há muito mais do que Pad Thai”, diz o COO.

Também já há hosts em Lisboa. “Ainda ontem tivemos uma aula, foi super interessante. Fizemos pastéis de nata, estou a pronunciar bem?”, diz o responsável, que veio à capital para participar na Web Summit. “O serviço é simples, estás na cidade, tentas ver que atividades existem e escolhes”, destaca.

Para os nativos é igualmente fácil. “Basta ter uma competência e querer ensinar”, diz Etienne, lembrando que “não é preciso ser-se um profissional, paixão e conhecimento bastam. Pode ter uma receita de família, ou ser muito bom numa receita local, ou um produtor”. Também está disponível para empresas que queiram receber turistas.

1
1