expresso.ptexpresso.pt - 8 nov 22:09

Iraquianos voltam a manifestar-se apesar da violência que já fez quase 300 mortos

Iraquianos voltam a manifestar-se apesar da violência que já fez quase 300 mortos

Protestos antigovernamentais que abalam o país tiveram início no princípio de outubro e ganharam força há duas semanas, sendo fortemente reprimidos pelas forças de segurança

Dezenas de milhares de iraquianos voltaram a manifestar-se esta sexta-feira em todo o país, pela terceira sexta-feira consecutiva, apesar da violência que marcou os últimos protestos e que se saldou em quase 300 mortos. Os protestos antigovernamentais que abalam o país tiveram início no princípio de outubro e ganharam força há duas semanas, sendo fortemente reprimidos pelas forças de segurança.

Concentrados sobretudo na capital, Bagdad, e no sul xiita, os manifestantes exigem uma revisão do sistema político estabelecido após a invasão liderada pelos Estados Unidos em 2003, acusando o Governo e os principais partidos políticos de corrupção e responsabilizando a elite política pela elevada taxa de desemprego e pelo mau funcionamento dos serviços públicos.

Os manifestantes têm provocado a paralisação de infraestruturas importantes, com bloqueios de estradas e portos e cercando as sedes de instituições ou empresas. Desde o início do movimento de contestação, pelo menos 269 pessoas foram mortas e quase 8.000 feridas, segundo a ONU.

1
1