expresso.ptexpresso.pt - 8 nov 23:30

Salários. Recém-licenciados perdem 18% desde a crise financeira

Salários. Recém-licenciados perdem 18% desde a crise financeira

Salários. Rendimento mensal líquido dos jovens licenciados está, em termos reais, abaixo de 2008, nos €726. Prémio salarial do ensino superior também caiu. Canudo perdeu mais de metade do valor

Quem olha para a evolução dos indicadores económicos portugueses nos últimos anos, com a economia a crescer acima dos 2% e a taxa de desemprego a recuar até perto dos 6%, pode concluir que a crise ficou para trás. Mas um jovem licenciado faz contas diferentes. É que, em média, leva para casa menos do que um recém-licenciado ganhava em 2008, antes da crise financeira mundial.

Os cálculos do Expresso, realizados a partir de dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), mostram que o rendimento médio mensal líquido dos trabalhadores por conta de outrem (TCO), com ensino superior e até aos 24 anos de idade, ainda está longe de recuperar do tombo sofrido durante os anos negros da crise. Em 2008, um jovem recém-formado ganhava, em média, €793 líquidos mensais. Um rendimento que caiu para apenas €592 em 2013. De então para cá, este salário tem vindo a recuperar, mas continua 8,4% abaixo do pré-crise. Se a análise levar em conta a inflação, para avaliar a evolução do poder de compra destes jovens qualificados (até aos 24 anos de idade), a perda acentua-se. O salário atual de €726 líquidos por mês traduz uma quebra de 18,2% em termos reais face a 2008.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler (também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso).

Torne-se assinante

1
1