expresso.ptexpresso.pt - 8 nov 22:03

Câmara de Almada quer soluções para a urgência pediátrica do hospital Garcia de Orta

Câmara de Almada quer soluções para a urgência pediátrica do hospital Garcia de Orta

A autarquia refere que já pediu uma reunião com caráter de urgência à tutela, na procura de soluções para um problema que “tanto afeta a vida dos almadenses”

A Câmara de Almada anunciou esta sexta-feira que pediu uma reunião com "caráter de urgência" ao Ministério da Saúde sobre a situação do Hospital Garcia de Orta (HGO), salientando que têm de ser encontradas soluções para a urgência pediátrica. "A Câmara Municipal de Almada tem mantido contactos regulares com o conselho de administração do HGO, demonstrando a sua preocupação e afirmando a necessidade imperiosa de serem encontradas ações concretas para a manutenção desta resposta pública na área da saúde", refere a autarquia, liderada pela socialista Inês de Medeiros, em comunicado.

No documento, a câmara do distrito de Setúbal acrescenta ter recebido informações de que o "prolongado encerramento noturno da urgência pediátrica não se confirma", estando a ser analisadas hipóteses para solucionar os problemas existentes. A autarquia refere que já pediu uma reunião com caráter de urgência à tutela, na procura de soluções para um problema que "tanto afeta a vida dos almadenses".

"A Câmara Municipal de Almada teve oportunidade de reforçar junto do conselho de administração do HGO a sua total disponibilidade para colaborar neste processo dentro, naturalmente, dos limites das suas competências e responsabilidades", frisa.

O presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, em Almada, disse esta sexta-feira que estão em estudo várias hipóteses para a urgência pediátrica, recusando confirmar o encerramento deste serviço à noite a partir de dia 18. Em declarações aos jornalistas no hospital, Luís Amaro admitiu que o encerramento naquele período a partir do dia 18 é "uma das possibilidades que está em cima da mesa", mas garantiu que "há várias outras possibilidades" em estudo e que não há uma decisão tomada.

"Não confirmo que a partir do dia 18 seja essa a decisão tomada, até porque ainda temos várias reuniões com o serviço", afirmou Luís Amaro, prometendo que, assim que houver "uma decisão tomada, a população terá conhecimento". O administrador remeteu para a próxima semana, em princípio, uma decisão sobre esta matéria.

Comissão de Utentes diz que urgência vai fechar todas as noites

A Comissão de Utentes do Seixal disse hoje que a urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta vai passar a encerrar todas as noites, a partir de 18 de novembro, por seis meses. "A partir de dia 18 passa a encerrar todas as noites dos sete dias da semana", anunciou à Lusa José Lourenço, da Comissão de Utentes de Saúde do Concelho do Seixal, depois de uma reunião com a administração do Garcia de Orta.

Também hoje, a ministra da Saúde, Marta Temido, declarou que o encerramento todas as noites da urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta "é uma hipótese que está ainda em estudo". Este serviço encerrou por diversas vezes durante a noite em outubro por falta de especialistas, levando o hospital a implementar um modelo de encerramento no período noturno aos fins de semana, até 18 de novembro.

A falta de pediatras no Garcia de Orta já afeta o hospital há mais de um ano, quando saíram 13 profissionais e, segundo o Sindicato dos Médicos da Zona Sul, nem o lançamento de concursos foi suficiente para colmatar a carência porque "ninguém concorreu". Atualmente, trabalham 28 médicos no serviço de pediatria, dos quais sete fazem urgência e apenas quatro podem fazer noites porque têm menos do que 55 anos.

Em 26 de outubro, o presidente do Hospital Garcia de Orta informou que a urgência pediátrica deve normalizar "daqui a seis meses", depois do lançamento de um novo concurso e do preenchimento das três vagas por contratação direta, autorizadas pelo Ministério da Saúde. O Hospital Garcia de Orta serve os concelhos de Almada e Seixal.

1
1