www.jornaldenegocios.ptDorothee Bär - 6 nov 18:43

Digitalização made in Europe - Oportunidades de sucesso e de coesão

Digitalização made in Europe - Oportunidades de sucesso e de coesão

Em nenhum lugar do mundo existe um projeto politicamente mais progressista, como a Europa. Na era digital, a Europa deve também permanecer na vanguarda: não apenas a nível económico e tecnológico, mas também no que diz respeito aos interesses e à proteção de cada cidadão.

Estamos a viver a era da revolução digital que avança a um ritmo acelerado. O progresso tecnológico é tão rápido, que acompanhá-lo é um verdadeiro desafio. É, em particular, de representantes de regimes autoritários, que recebo comentários em relação à suposta lentidão do nosso sistema político democrático, que - segundo as alegações de alguns - nos priva da oportunidade de competir a nível internacional no domínio da digitalização.

No entanto, não nos devemos deixar desmotivar, mas antes encarar esse desafio como oportunidade: nós, Europeus, temos a possibilidade de moldar, em conjunto, a Europa digital segundo os nossos valores e, assim, desempenhar um papel pioneiro na era da digitalização, ao serviço dos cidadãos. Nós, Europeus, comprometemo-nos em colocar o bem-estar do indivíduo no centro da ação política, e não os interesses das grandes corporações ou os interesses do Estado. Nós, Europeus, devemos garantir que as tecnologias digitais não comprometam os nossos valores europeus, como a proteção de minorias, a igualdade entre os sexos, a defesa de pessoas socialmente desfavorecidas ou a igualdade de condições de vida urbana e rural. Devemos aproveitar as oportunidades da digitalização, de forma a fazer emergir o melhor dos nossos Estados de Direito democráticos e assim torná-los muito mais eficientes do que são hoje.

A digitalização contribui, fundamentalmente, para a coesão na Europa, conecta as pessoas e promove o intercâmbio a todos os níveis, entre Estados e seus cidadãos. Mas, uma coisa é certa: a digitalização apenas pode ser bem-sucedida a longo prazo, se os cidadãos a aceitarem e a apoiarem. Para tal ser possível, é imprescindível ter um intercâmbio contínuo.

Temos o prazer de anunciar a nossa participação na Web Summit em Lisboa, pela terceira vez, após duas participações bem-sucedidas em 2017 e 2018, com a nossa iniciativa chamada "Digital Hub". Pretendemos apresentar, mais uma vez, a nossa rede de cidades e regiões alemãs com suas empresas locais, cujo foco está na inovação e em iniciativas prospetivas, e cultivar o intercâmbio com os nossos vizinhos. Pois, necessitamos, para além de encontros digitais também de encontros analógicos, para promover o nosso entendimento mútuo.

Os instrumentos requeridos para a "Digitalização made in Europe", já temos há algum tempo - vamos, em conjunto, colocá-los em prática!

Membro do Bundestag Alemão, ministra-adjunta da Chancelaria Federal e Comissária para a Transição Digital

1
1