visao.sapo.ptvisao.sapo.pt - 12 out 11:30

Chineses e taiwaneses estão em guerra... na Wikipédia

Chineses e taiwaneses estão em guerra... na Wikipédia

Uns escrevem que Taiwan é um “estado no leste da Ásia”; outros que é “uma província da República Popular da China”. E mudam os textos uns dos outros, sucessivamente

A Wikipédia, a enciclopédia online escrita por milhares de voluntários em todo o mundo, está a ser usada como instrumento político. E até os motores de busca da internet começam a ficar baralhados. Se, hoje, uma pesquisa para responder à pergunta “O que é Taiwan?” pode dar como resultado “um estado no leste da Ásia”, no dia anterior a resposta podia ser “uma província da República Popular da China”.

A explicação é que a Wikipédia tem sido o palco de uma guerra de editores. Taiwaneses escrevem que Taiwan é um país e chineses emendam para província.

“Este ano tem sido uma loucura”, disse à BBC Jamie Lin, membro do conselho da Wikimedia Taiwan (a representante oficial da Wikipédia no território). “Muitos voluntários taiwaneses têm sido atacados.”

E Taiwan não é caso único. A página referente aos protestos em Hong Kong foi alterada 65 vezes num único dia e não se sabe por quem. Também a página das ilhas Senkaku não é igual. Na entrada inglesa diz que são “ilhas no leste da Ásia”, mas a entrada em mandarim refere-se que são “território inerente à China”. As versões para os acontecimentos na praça de Tiananmen também são diferentes, dependendo da língua: na versão inglesa ou em mandarim.

Não é difícil de perceber em torno de que país estão estes assuntos todos relacionados: China. “É o controlo exercido pelo Governo chinês. E isso é terrível”, diz, Lin.

Segundo a reportagem da BBC, a comunidade académica tem pedido ao Goverrno chinês e aos cidadãos que corrijam o que dizem ser os grandes os preconceitos endémicos anti-China na Wikipédia.

Dois professores chineses publicaram um artigo num jornal local onde referem que “devido à influência dos media estrangeiros, as entradas na Wikipédia têm um grande número de palavras contra o Governo chinês”. E acrescentaram: “Precisamos com urgência de encorajar os cidadãos chineses a serem líderes de opinião na Wikipédia e voluntários [na escrita]”, apelando, no fim a que se formassem equipas editoriais para disseminar os “valores socialistas”.

1
1