www.dinheirovivo.ptManuel Falcão - 12 out 11:38

O estado de Portugal em matéria de redes sociais

O estado de Portugal em matéria de redes sociais

95% dos portugueses fazem login numa rede social pelo menos uma vez por dia e que 83% fá-lo várias vezes nas mesmas 24 horas.

Como é a atividade dos portugueses nas redes sociais? Um estudo recente da Marktest indica que enviar mensagens e utilizar serviços de chat são as principais atividades desenvolvidas. O estudo indica ainda que Em média, os portugueses passam 93 minutos por dia nestas plataformas.

O estudo Os Portugueses e as Redes Sociais 2019, realizado em julho, sublinha que a consulta e a utilização das redes sociais fazem parte da rotina diária dos portugueses e é ao fim de semana que a maioria (68%) diz dedicar-lhes mais tempo. Além do chat, privilegiam o acesso a notícias e a possibilidade de comentar publicações de amigos.

Um dado curioso é que a publicação de posts e conteúdos vários não parece ser tão importante e apresenta uma frequência inferior à visita: 57% dos inquiridos referem que publica pelo menos uma vez por dia e 43% admite fazê-lo várias vezes. Porém, a maioria (75%) publica alguma coisa pelo menos uma vez por semana. O número médio de publicações é de duas por dia ou 11 por semana.

E que publicações são essas? As fotos e imagens são mais frequentes (74%), à frente de textos próprios ou links para notícias/outros textos. Entre os utilizadores mais jovens (15 aos 24 anos), as stories surgem como o segundo tipo de publicação mais frequente.
O smartphone é o equipamento mais usado para aceder às redes sociais (89%), o que permite aos utilizadores realizar outras tarefas em simultâneo, nomeadamente ver televisão (58%), ouvir música (44%) e conviver com a família e os amigos (37%).

Quanto à rede social preferida dos portugueses, o estudo da Marktest indica que o Facebook continua a ser líder, quer em notoriedade quer em utilização – 95% dos utilizadores de redes sociais dizem lá ter uma conta. No entanto, há indicadores de que o Facebook pode estar a perder utilizadores para o Instagram e WhatsApp – ainda que as três plataformas sejam detidas pela empresa de Mark Zuckerberg. Em termos de credibilidade o LinkedIn lidera.

Segundo o mesmo estudo, o WhatsApp, cuja análise se iniciou em 2016, ocupa a 2.ª posição, com 74,2% de penetração, o dobro dos valores de há três anos. Analisado pela primeira vez neste ano, o Messenger entra para a 3.ª posição, com 70,8%, o que coloca o Instagram em 4.º, com 67,9%, valor que, no entanto, equivale a mais do que uma quadruplicação do observado em 2013. O YouTube mantém uma trajetória estável mas com tendência positiva, registando 53,9% de penetração e encerrando o top 5 de 2019.

É curioso compararmos o que se passa em Portugal com a situação a nível global e as diferenças são significativas. O Facebook lidera destacado com o maior número de utilizadores a nível mundial (2375 milhões), mas em segundo lugar vem o YouTube (2000 milhões) que em Portugal está na quinta posição. Em termos globais, em terceiro lugar surge o WhatsApp (1600 milhões) e depois Facebook Messenger (1300 milhões), WeChat (112 milhões) e Instagram (1000 milhões) na sexta posição – em Portugal é a quarta rede mais utilizada. O Twitter vem bem mais abaixo, na 12.ª posição global, com 330 milhões de utilizadores.

Diretor-geral da Nova Expressão, Agência de Planeamento de Media e Publicidade

1
1