expresso.ptexpresso.pt - 12 out 14:52

Agressor sexual identificou morada de estrela pop pelo reflexo nos olhos numa foto que ela partilhou

Agressor sexual identificou morada de estrela pop pelo reflexo nos olhos numa foto que ela partilhou

O caso passou-se no Japão e é mais um aviso sobre o risco de partilhar informação pessoal perigosa na internet sem o perceber

Um japonês de 26 anos usou reflexos nos olhos de uma estrela pop que publicou fotos suas nas redes sociais para a localizar onde ela vivia. A imagem refletida mostrava uma estação de autocarros utilizada pela estrela. O homem, que se descreve como "super-fã" dela, esperou-a na estação e seguiu-a até junto à sua casa, onde a agrediu sexualmente.

O caso passou-se em setembro e foi agora tornado público. Ena Matsouk, de 21 anos, é membro do grupo Tenshitsukinukeniyomi. O homem, Hibiki Sato, que entretanto foi preso, terá dito às autoridades que recorreu ao Google Maps para identificar o local. A estrela foi atacada pelas costas, com um pano a tapar-lhe a boca para não gritar.

O diário Tokyo Shimbun, um de vários media que divulgaram a história, alertou para o risco que os selfies podem implicar quando fornecem informação de natureza privada sobre uma pessoa. Um académico da Universidade Metropolitana de Tóquio, citado pelo Tokyo Reporter, explicou: "A qualidade de imagem nas câmeras dos smarphones tornou-se muito boa, e surgiu um novo risco de que informação privada seja divulgada inesperadamente".

Embora os meta-dados das fotos (a informação sobre data e local onde foram tiradas) não sejam normalmente acessíveis a qualquer estranho, edifícios próximos podem servir de indicação. Isto para já não falar de métodos tecnologicamente sofisticados, como alguns que permitem ativar câmaras, microfones ou outras funções dos telemóveis à distância.

1
1