www.sabado.ptleitores@sabado.cofina.pt (Sábado) - 12 out 05:00

Alvalade, por fim

Alvalade, por fim

Primeiro jogo no estádio do Sporting desde o golo de Éder na final do Euro 2016 - Opinião , Sábado.
Luxemburgo em Portugal é já um must. É a sétima visita, a primeira para um jogo de qualificação do Europeu, entre três particulares e outros três apuramentos rumo ao Mundial. No deve e haver, a vantagem portuguesa é larga, larguíssima: seis vitórias e 28-0 em golos.

A novidade é o palco, Estádio José Alvalade. Pela primeira vez desde o título de campeão europeu, a denominada seleção dos Aurélios apresenta-se na casa do Sporting. Aleluia.
O último jogo é de 2015, com França, golo de Valbuena perto do fim, de livre direto. Daí para cá, 24 jogos distribuídos por Luz (sete), Dragão (três), Leiria (três), Braga (dois), Bessa (dois), Algarve (dois), Viseu (um), Funchal (um), Estoril (um), Guimarães (um) e Aveiro (um). Adiante.

Nos oito jogos da seleção em Alvalade desde 2004 até hoje, o incrível registo de zero golos sofridos na primeira parte. Venha quem vier, nada. Zero. Espanha, Holanda, Rússia, Bélgica, Sérvia, Dinamarca, Israel e França. Nem um golo para amostra.
Outra curiosidade tem a ver com o último golo da seleção em Alvalade. É o de Ricardo Costa, em 2013, versus Israel. Só mais esta: nos últimos quatro jogos, zero vitórias (Sérvia 1-1, Dinamarca 2-3, Israel 1-1 e França 0-1). Luxemburgo tem a palavra já nesta sexta-feira, dia 11. capa Assine já a Sábado digital por 1 euro para ler este artigo no ePaper ou encontre-o nas bancas a 09 de outubro de 2019.
Se já é assinante, faça login e leia o artigo diretamente no ePaper da SÁBADO.
1
1