pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 11 out 21:00

Mercado dos computadores regista o maior crescimento desde 2012

Mercado dos computadores regista o maior crescimento desde 2012

O mercado de computadores foi severamente afetado pelos tablet e smartphones. Desde então as vendas foram decrescendo, mas neste trimestre registou-se uma subida assinalável... Sendo o maior crescimento desde 2012!

O mercado de computadores foi severamente afetado pelos tablet e smartphones. Desde então as vendas foram decrescendo, mas neste trimestre registou-se uma subida assinalável… Sendo o maior crescimento desde 2012!

Depois de vários anos com uma tendência negativa, a indústria dos computadores parece estar a dar a volta e a rejuvenescer.

Durante este mês de outubro é comum conhecer-se estatísticas referentes ao terceiro trimestre de 2019 que terminou no final do passado mês de setembro. Já são conhecidos os números resultantes das vendas e downloads de apps na App Store e Google Play Store, e agora foram divulgadas as vendas do mercado dos computadores.

Em 2016, a venda de iPhones/iPads ultrapassou a venda de PCs. Esta realidade afetou severamente a sustentabilidade de algumas fabricantes.

Contudo, tal tem mudado nos últimos tempos! Segundo o relatório da Canalys, o mercado de computadores cresceu 4,7%, um número que não era alcançado desde 2012!

O pódio de fabricantes com mais vendas é constituído pela Lenovo, HP e Dell. O total de computadores vendidos foi 70,9 milhões e só a Lenovo vender 17,3 milhões de unidades. Por sua vez, a HP alcançou os 16,7 milhões e a Dell ocupa o último lugar do pódio com 12,1 milhões de PCs vendidos no passado trimestre.

O motivo por trás deste crescimento pode estar relacionado com o fim do suporte do Windows 7 e a transição para o Windows 10.

Para além disso, os analistas referem ainda que é provável que haja influência da guerra comercial entre a China e os EUA nos resultados obtidos no terceiro trimestre.

As mudanças no mercado dos computadores estão a acontecer a todo o gás

Windows 10 já chega a 50% dos computadores, enquanto o Windows 7 acelera a queda

1
1