expresso.ptexpresso.pt - 9 out 22:03

Custo de emissão da dívida portuguesa em novo mínimo histórico

Custo de emissão da dívida portuguesa em novo mínimo histórico

Depois da colocação esta quarta-feira de €750 milhões em obrigações a 15 anos, em que o Tesouro pagou a taxa mais baixa de sempre neste prazo, o custo médio anual de emissão de dívida caiu para um mínimo histórico de 1,2%, segundo dados fornecidos pelo IGCP ao Expresso

O custo médio da emissão de dívida este ano pelo Estado português caiu esta quarta-feira para um novo mínimo histórico de 1,2%, segundo dados fornecidos pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) ao Expresso.

O novo mínimo foi alcançado depois do leilão de obrigações a 15 anos em que o Tesouro pagou a taxa mais baixa de sempre neste prazo. Esta operação de dívida levada a cabo pelo IGCP, dirigido por Cristina Casalinho, foi a primeira ida ao mercado depois das eleições legislativas de domingo, que o PS ganhou sem maioria absoluta, e da indigitação de António Costa para formar o seu segundo governo.

Até setembro, o custo médio em 2019 estava em 1,3%, e para 2018 situava-se em 1,8%, anteriores mínimos históricos.

O Estado já colocou este ano €12 mil milhões em leilões de Bilhetes do Tesouro (dívida de curto e muito curto prazo) e cerca de €13 mil milhões em Obrigações através de 15 leilões de dívida em euros, uma operação sindicada de lançamento da nova linha de referência a 10 anos, e uma primeira colocação em maio de dívida em moeda chinesa. A maioria das colocações foi em dívida de longo prazo, sobretudo a 10 e 15 anos.

Com a operação desta quarta-feira, o IGCP já colocou 83% da dívida obrigacionista prevista para este ano.

1
1