eco.sapo.pteco.sapo.pt - 9 out 19:26

Fed discute até onde devem ir cortes nas taxas de juro

Fed discute até onde devem ir cortes nas taxas de juro

As minutas da última reunião da Fed, que levou a uma descida dos juros, mostram que os responsáveis começaram a discutir até onde devem ir os cortes na taxa diretora.

Os responsáveis da Fed começaram a discutir até onde deve ir a política de descida dos juros, num contexto de abrandamento da economia global e aumento da incerteza comercial. As minutas da reunião do banco central em setembro, que levou a uma descida nos juros, também mostram que os responsáveis pela política monetária norte-americana estão preocupados com o impacto que esses riscos podem ter no mercado laboral dos EUA.

Alguns participantes sugeriram mesmo que o comunicado da Fed, a divulgar após a reunião, deveria ser mais claro sobre o momento em que é mais provável que “a recalibração do nível do ritmo da política em resposta à incerteza comercial” tenha um fim. Isto porque alguns oficiais mostraram desconforto com a diferença entre as expectativas dos investidores para cortes futuros e as próprias projeções da Fed sobre o caminho mais apropriado a seguir, de acordo com a Bloomberg (acesso condicionado).

Mas houve acordo em torno da desaceleração da economia global. E houve até quem tenha apontado para modelos económicos que indicam um aumento da probabilidade de uma recessão no médio prazo, segundo as minutas publicadas esta quarta-feira.

“Surgiu uma fraqueza prolongada na despesa com investimento, produção e exportação”, referem as minutas, que mostram que os responsáveis também concordaram que “os riscos negativos para as perspetivas de atividade económica aumentaram” desde a reunião anterior, em julho. Especificamente, riscos associados à “incerteza e às condições da política comercial no exterior”, cita o The Wall Street Journal (acesso pago).

A publicação das minutas teve uma reação limitada por parte das bolsas norte-americanas. Os índices estão em alta, com ganhos acima de 1%, perante novas informações que mostram que a China está mais aberta a fechar um acordo comercial com os EUA do que o antecipado no início da semana. As autoridades chinesas e norte-americanas têm reunião marcada para esta quinta-feira.

(Notícia atualizada às 19h43 com mais informações)

1
1