www.jornaldenegocios.ptjornaldenegocios.pt - 9 out 17:23

Otimismo comercial dá gás à Europa. Petróleo e juros sobem

Otimismo comercial dá gás à Europa. Petróleo e juros sobem

Os principais mercados europeus terminaram o dia em alta, à boleia da confiança dos investidores na obtenção de um acordo entre os EUA e a China, no seu encontro dos próximos dois dias. Os juros da Zona Euro e o petróleo sobem.

Os mercados em números

PSI-20 subiu 0,16% para 4.921,06 pontos

Stoxx 600 avançou 0,42% para 380,30 pontos

S&P500 ganha 0,84% para 2.917,39 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos sobem 1,7 pontos base para 0,127%

Euro aprecia-se em 0,18% para 1,097 dólares

Petróleo em Londres valoriza 1,8% para 59,27 dólares por barril

Otimismo comercial anima bolsas

Os principais mercados europeus fecharam a sessão de hoje em alta, com o Stoxx 600, o índice que reúne as 600 maiores cotadas da região, a subir 0,42% para os 380,30 pontos.

Os investidores estão a antecipar o encontro entre os EUA e a China, agendado para amanhã, com otimismo.

A motivar está a aparente abertura de Pequim para obter um acordo comercial com Washington, depois de o Financial Times ter avançado com a notícia de que a China vai oferecer-se para aumentar em 3,25 mil milhões de dólares a aquisição de produtos agrícolas aos EUA.

Por cá, o PSI-20 subiu 0,16% para 4.921,06 pontos. Das 18 empresas que constituem o principal índice nacional, 11 valorizaram, seis desceram e uma encerrou inalterada.

Os ganhos foram impulsionados sobretudo pela Sonae, Navigator, CTT e Mota-Engil. A retalhista dona do Continente somou 3,43% para 89,05 cêntimos – o valor mais alto desde 17 de setembro – a Navigator somou 0,98% para 3,082 euros e os CTT valorizaram 1,59% para 2,178 euros.

Já a Mota-Engil subiu 1,76% para 1,793 euros, depois de ter anunciado que ganhou novos contratos em Angola, Moçambique e Portugal no valor de 327 milhões de euros.

Atração pelo risco leva Juros na Zona Euro a subirem

A diminuição dos receios em torno da relação comercial entre os EUA e a China levou os investidores a saírem dos ativos considerados mais seguros, como o mercado de dívida, para arriscarem no mercado bolsista.

Esta atração pelo risco está a levar as taxas de juro implícitas na dívida dos países da Zona Euro a subir. Caso disso é a taxa de juro a 10 anos de Portugal, que sobe 1,7 pontos base para 0,127%.

Euro e libra apreciam-se face ao dólar

Na Europa, a moeda única sobe 0,18% para 1,097 dólares. A libra esterlina sobe 0,3% para os 1,2215 dólares, num dia em que uma notícia deu conta de que vários membros do governo liderado por Boris Johnson admitiram que se demitiriam caso o primeiro-ministro britânico não consiga um acordo para a saída da UE a 31 de outubro.

Petróleo sobe

O preço do Brent do Mar do Norte, negociado em Londres e referência para Portugal, valoriza 1,8% para 59,27 dólares por barril. O WTI, referência norte-americana, sobe 1,86% para os 53,61 dólares por barril.

Ouro valoriza de forma tímida

O ouro continua a beneficiar com o recente escalar de tensões e dos sinais de abrandamento económico a nível global, o que levou muitos investidores a preferirem refugiar-se em ativos considerados seguros, como o metal precioso.

Hoje, o ouro segue a ganhar apenas 0,11% para os 1.507,34 dólares por onça devido ao maior otimismo em torno do encontro entre EUA e China, mas permanece em alta com a hipótese de um não acordo também ainda em aberto.

1
1