expresso.ptRicardo Costa - 8 out 18:23

Os 22 mil votos e o fim de uma velha discussão

Os 22 mil votos e o fim de uma velha discussão

Não foi a falta de notoriedade que prejudicou Pedro Santana Lopes. Nem isso nem a cobertura da sua campanha. Os eleitores sabiam que ele existia e o que era a Aliança. Mas não o distinguiam com facilidade de outros partidos. Os mais velhos devem ter regressado ao PSD, os mais novos rumaram para a Iniciativa Liberal

Nas legislativas de 2015, o PAN entrou pela primeira vez no Parlamento, com 22 mil votos em Lisboa. Em 1980, Mário Tomé tinha conseguido ser eleito pela UDP com o mesmo número de votos. Manuel Sérgio, do PSN, franqueou as portas de São Bento em 1991 de forma um pouco mais folgada, com dez mil votos acima da fasquia necessária. Este domingo, tanto o Livre como o Chega! elegeram exatamente com 22 mil votos cada no distrito de Lisboa. A Iniciativa Liberal (IL) conseguiu mais cinco mil votos.

Este é um artigo exclusivo. Se é assinante clique AQUI para continuar a ler (também pode usar o código que está na capa da revista E do Expresso).

Torne-se assinante

1
1