www.dinheirovivo.ptdinheirovivo.pt - 20 set 12:05

Preço das casas aumenta 10% no segundo trimestre. Número de vendas cai 6%

Preço das casas aumenta 10% no segundo trimestre. Número de vendas cai 6%

O Índice de Preços da Habitação do segundo trimestre foi publicado esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os preços das casas aumentaram 10,1% no segundo trimestre de 2019 face ao período homólogo do ano passado, mais 0,9% em comparação com o aumento registado no trimestre anterior, que tinha sido de 9,2%. A subida de preços das casas novas foi semelhante à dos alojamentos existentes.

Já a comparação com o primeiro trimestre do ano revela um aumento dos preços de 3,2%, o que revela uma desaceleração face à subida de 3,6% registada nos três meses anteriores.

Segundo os números publicados esta sexta-feira pelo INE, entre abril e junho foram transacionadas 42 590 casas, menos 6,6% face ao mesmo período de 2018. De acordo com o destaque do INE, “esta é a primeira diminuição homóloga no número de transações observada
desde o 1º trimestre de 2013”. Desde o início do ano foram transacionadas mais de 86 mil habitações.

Entre as transações registadas, 6 107 foram habitações novas, menos 9,4% face ao 2º trimestre de 2018. “As vendas de habitações existentes continuaram a representar a maioria das transações”, destaca o INE, com 85,7% do total. Neste segmento foram vendidas mais de 36 400 casas, o que se traduz numa queda de 6,2% face ao mesmo período de 2018.

O valor das transações atingiu os 6,1 mil milhões de euros, menos 1,9% em relação ao período homólogo. A venda de casas usadas chegou perto dos cinco mil milhões de euros.

A Área Metropolitana de Lisboa liderou o volume de transações, com mais de 14 800 imóveis vendidos. Segue-se a região norte, onde trocaram de proprietário cerca de 12 mil casas. As duas regiões representam 63% do total de transações registadas a nível nacional, “o que constituiu a mais baixa percentagem observada desde o 4º trimestre de 2016”, ressalva o INE. Também os valores totais das vendas nestas duas regiões foram os mais baixos dos últimos cinco trimestres.

No período em análise, só a Madeira, Região Centro e Açores registaram um crescimento no número de transações. Algarve, Lisboa e Norte viram a compra a venda de casas descer mais de 9%.

1
1