expresso.ptexpresso.pt - 13 set 18:40

Vídeo sobre as pradarias marinhas do Sado vence concurso da ONU

Vídeo sobre as pradarias marinhas do Sado vence concurso da ONU

Raquel Gaião Silva vai a Nova Iorque mostrar o trabalho da Ocean Alive para conservar das pradarias marinhas do Sado venceu o concurso de Vídeos da Juventude da ONU. O vídeo vai ser exibido na Cimeira do Clima, em Nova Iorque, e na COP25, no Chile

Selecionado entre mais de 400 candidatos e visualizado por mais de 60 mil pessoas, o vídeo de três minutos realizado por Raquel Gaião Silva mostra o trabalho desenvolvido pela organização não governamental portuguesa Ocean Alive no estuário do Sado. Ao vencer o concurso Global de Vídeos da Juventude organizado pela ONU, a jovem bióloga vai poder dar a conhecer internacionalmente a importância da conservação das pradarias marinhas do Sado, que servem de berçário e abrigo para muitas espécies, incluindo os golfinhos-roazes. O vídeo será exibido na Cimeira do Clima, em Nova Iorque, a 23 de Setembro, e na Conferência das Partes (COP25), no Chile, em Dezembro.

A bióloga de 24 anos conquistou também o título de Embaixadora da Juventude para as Alterações Climáticas.

O selecionado na categoria "Cidades e ação local no combate às alterações climática”, retrata a importância das pradarias marinhas enquanto reguladoras das alterações climáticas. Estas florestas marinhas têm “uma capacidade de sequestro de dióxido de carbono de aproximadamente 30 vezes a capacidade das florestas terrestres”, explica Raquel Gaspar, uma das duas dirigentes da Ocean Alive. “Se forem destruídas ou arrancadas, libertam o carbono ‘azul’ armazenado ao longo de centenas de anos.” Atualmente, "estas pradarias estão ameaçadas pelo projeto de dragagens no Sado", lembra a bióloga.

1
1