observador.ptobservador.pt - 13 set 17:13

Incêndios. Portugal Inovação Social aprova 17 projetos para revitalizar Pinhal Interior

Incêndios. Portugal Inovação Social aprova 17 projetos para revitalizar Pinhal Interior

Entre os 17 projetos finalistas, destacam-se dois que procuram atenuar a precariedade económica e social do Pinhal Interior diretamente causada pelos incêndios de 2017.

Dezassete projetos, no valor de 1,7 milhões de euros, foram aprovados no âmbito do concurso Parcerias com Impacto, destinado a revitalizar o território do Pinhal Interior na sequência dos incêndios de 2017, foi hoje anunciado.

“Os projetos aprovados distribuem-se pelas áreas da educação, emprego, inclusão social, proteção social e saúde e vão ser implementados em 15 dos 19 municípios do Pinhal Interior: Alvaiázere, Ansião, Arganil, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Lousã, Mação, Miranda do Corvo, Oleiros, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Pedrógão Grande, Penela, Tábua e Vila Nova de Poiares, sendo que 12 municípios coinvestiram montantes próprios”, explica equipa de gestão do programa Portugal Inovação Social.

O projeto “Abrigo e Horta”, promovido pela Associação Causa – Unidos por uma Casa, vai apoiar os agricultores de Arganil, Castanheira de Pera e Oleiros a retomar a sua atividade económica e principal fonte de subsistência, através da construção de 53 abrigos e hortas.

Já o projeto “Elos com Futuro”, da Santa Casa da Misericórdia de Figueiró dos Vinhos, vai implementar uma ação de apoio ao luto envolvendo 417 destinatários dos municípios de Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera e Pedrógão Grande. Ambos os projetos têm um prazo de vigência de três anos.

Estes projetos resultam de uma parceria entre a Portugal Inovação Social e a Secretaria de Estado da Valorização do Interior que teve como principal objetivo reforçar as ações de desenvolvimento e revitalização daquele território.

A Portugal Inovação Social é uma iniciativa pública que visa promover a inovação social e dinamizar o mercado de investimento social em Portugal. Mobiliza cerca de 150 milhões de euros do Fundo Social Europeu, no âmbito do Acordo de Parceria Portugal 2020, sendo que esta verba é canalizada para o mercado através de quatro instrumentos de financiamento destinados a projetos que proponham abordagens alternativas e inovadoras para responder a problemas sociais.

O instrumento de financiamento Parcerias para o Impacto tem o duplo objetivo de, por um lado, estimular o desenvolvimento de projetos inovadores que tenham por missão resolver problemas sociais e, por outro, dinamizar a prática de investimento social, uma vez que pelo menos 30% do custo total do projeto deve ser suportado por um ou vários investidores sociais públicos ou privados. Os restantes 70% são suportados pelo Fundo Social Europeu através do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego. O Pinhal Interior foi gravemente afetado pelos incêndios de junho e outubro de 2017, que, no total, fizeram mais de 100 mortos.

1
1