pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 11 set 15:00

Mozilla testa o Firefox VPN para proteger a privacidade dos seus utilizadores

Mozilla testa o Firefox VPN para proteger a privacidade dos seus utilizadores

Num mercado com várias ofertas ao nível de serviços de VPN, a Mozilla entra assim para garantir que os utilizadores do seu Firefox estão devidamente protegidos ao navegar na web.

A privacidade online, apesar de ser ainda um tema menosprezado pela comunidade, tem tido uma especial atenção por parte de algumas empresas. A Mozilla está na linha na frente nessa sensibilização, com o desenvolvimento de um serviço de VPN para o Firefox.

Num mercado com várias ofertas ao nível de serviços de VPN, a Mozilla entra assim para garantir que os utilizadores do seu browser est��o devidamente protegidos ao navegar na web.

O programa Test Pilot da Mozilla já passou por vários estágios, tendo sido extinto há uns meses. Contudo, tal medida foi temporária. Agora, voltou para estrear uma novidade há muito desejada pelos utilizadores: um serviço de VPN.

O Firefox Private Network Beta é a nova funcionalidade do browser da Mozilla. Esta capacidade irá encriptar e proteger as informações pessoais que o utilizador deixa como rasto na sua atividade online. Ou seja, será um serviço de VPN, apesar de ter algumas limitações nesta primeira fase Beta.

Por exemplo, de momento está apenas disponível como extensão em fase Beta e no Firefox para desktop. Para além disso, a disponibilidade geográfica está restrita aos Estados Unidos da América.

Pelo menos na fase de desenvolvimento atual, o Firefox Private Network tem apenas duas finalidades principais: proteger a conexão do utilizador para impedir que os dados sejam interceptados; limitar as ações de rastreamento de anúncios e dados de navegação. Afinal, a VPN “camufla” o IP da conexão do dispositivo.

Em contrapartida, o Firefox Private Network não permite que o utilizador escolha servidores regionais para aceder a serviços que sofrem com restrições geográficas. Por agora, a ferramenta apresenta um botão no navegador que apenas ativa e desativa o modo — talvez seja por isso que a Mozilla evitou usar o termo VPN na denominação do seu projeto.

A Mozilla vai continuar com o desenvolvimento do Firefox Private Network, mas é possível que este serviço não venha a ser gratuito, ao contrário do que acontece com o Opera. Já no passado, a Mozilla tinha fechado uma parceria com a ProtonVPN em que integrou o serviço no seu browser por $10 mensais, nos EUA.

Será que este serviço de VPN estará integrado no Firefox Premium?

Mozilla terá versão Premium do Firefox que será paga e chegará no final do ano

1
1