pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 11 set 19:00

11 de Setembro - 18 anos depois e o papel de um Presidente

11 de Setembro - 18 anos depois e o papel de um Presidente

Hoje voltamos a lembrar o impacto que este evento teve sobre a comunidade global e todos aqueles que sofreram com este atentado terrorista que teve lugar em Nova Iorque, no coração da América.

O dia 11 de setembro de 2001 será lembrado para sempre como um dos dias mais negros da história. Em apenas algumas horas todos fomos capazes de testemunhar o horror que o ódio e a crueldade humana são capazes de gerar.

O 11 de Setembro – America is under attack

George W. Bush era presidente dos Estados Unidos da América quando 19 homens afiliados à al-Qaeda levaram a cabo o maior atentado terrorista da história. Causou quase três mil vítimas mortais em Nova Iorque, Virgínia e Pensilvânia.

Bush estava numa escola primária na Florida, em frente a uma turma de crianças quando Andy Card, o seu chefe de Staff, sussurra ao seu ouvido:

A América está sob Ataque.

O choque na cara de George Bush é palpável nesta imagem. Mas o ex-presidente dos Estados Unidos tomou naquele momento uma decisão que marcará para sempre a sua presidência. Assim, ficou sentado durante sete minutos a ver a interpretação do livro “My Pet Goat”.

No final felicitou as crianças e elogiou as suas capacidades de leitura. De seguida, fez uma chamada telefónica. Deu uma breve conferência de imprensa e entrou no avião presidencial Air Force One, procurando a segurança dos céus.

O ataque

Nunca antes se tinham usado aviões para deitar abaixo edifícios. No entanto, o primeiro avião atingiu a torre norte do World Trade Center às 08h 48 minutos (hora local), entre o 95.º e o 103.º andares. Passados 15 minutos do primeiro embate seguiu-se a aeronave do voo 175 da United Airlines. Consequentemente, destruiu parte da torre sul ao nível do andar 80.

O terceiro avião desviado embateu no Pentágono às 9h e 40 minutos. Passados cinco minutos a casa branca foi evacuada e às 10h e 05 minutos a torre sul do World Trade Center desmorona-se. No entanto, só duas horas mais tarde foi declarado estado de emergência nos Estados Unidos da América.

Naquela noite de terça-feira, o presidente Bush falou à nação americana. Transmitiu uma mensagem de esperança, tentando assim levantar o espírito de todos os cidadãos americanos. Uma mensagem curta e de luto, é certo, mas onde queria mostrar que a América era forte e seguiria em frente. Como, aliás, se viu, apesar das feridas.

Dezoito anos depois, os Estados Unidos da América e o mundo em geral ainda estão de luto. As imagens que circulam ao longo deste dia ainda nos fazem recordar com mágoa e tristeza todas as famílias que ficaram desfeitas e as pessoas cujas vidas este atentado afetou diretamente. Fazem recordar o que cada um de nós sentiu, à distância, naquele 11 de setembro a ver os aviões a embater nas Torres e a desabarem momentos depois.

O dia 11 de setembro marcou o mundo e ainda hoje combatemos o terrorismo. Mas é com força de espírito e esperança que seguimos em frente, tentando construir um mundo melhor todos os dias.

1
1