expresso.ptexpresso.pt - 11 set 19:14

Incêndios em Arouca e Sátão mobilizam mais de 380 operacionais

Incêndios em Arouca e Sátão mobilizam mais de 380 operacionais

Fogos em Urro (Arouca) e Covelo (Sátão) estão a mobilizar 383 operacionais apoiados por 105 veículos e nove meios aéreos. Mais cinco incêndios estão ativos no continente

Os dois maiores incêndios que deflagraram na tarde desta quarta-feira em Urro (Arouca) e Covelo (Sátão) estão a mobilizar 383 operacionais apoiados por 105 veículos e nove meios aéreos. As chamas estão a consumir uma zona florestal e de mato nos distritos de Aveiro e Viseu.

Neste momento estão sete incêndios em curso no continente, cinco em fase de resolução e 48 em fase de conclusão, segundo o site da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Esta quarta-feira, mais de 60 concelhos apresentam risco máximo de incêndio nos distritos de Faro, Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Coimbra, Guarda, Viseu, Vila Real e Bragança, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

As temperaturas máximas voltaram hoje a subir, um quadro que se deverá manter até sexta-feira, aumentando o risco de incêndio em várias regiões do país. O IPMA prevê também que a par da subida da temperatura aumente a intensidade do vento, sobretudo nas terras altas e na faixa costeira ocidental.

O alerta especial de agravamento do risco de incêndio florestal terminou às 23h59 de terça-feira, mas segundo o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, pode ser novamente decretado um novo alerta vermelho caso as condições meteorológicas se agravem a partir de quinta-feira.

1
1