www.publico.ptpublico.pt - 11 set 16:04

Diversidade anima Semana da Moda de Nova Iorque

Diversidade anima Semana da Moda de Nova Iorque

Desfiles exclusivos e vedados a câmaras, música, entretenimento, animação. E muita diversidade: nas propostas e na escolha de quem as apresenta. A Semana da Moda de Nova Iorque mostra como se pode reinventar a passerelle.

Numa altura em que muita gente se questiona para que servem as semanas de moda, Nova Iorque inova e leva à passerelle momentos exclusivos. Exemplo disso, foi a exigência da cantora Rihanna em excluir quaisquer telemóveis ou câmaras de vídeo na apresentação da sua linha de lingerie Savage X Fent. Isto porque a revelação será feita para o resto do mundo, a 20 de Setembro, num evento transmitido em directo pela Amazon Prime Video.

Mas tem havido mais instantes dignos de registo, como foi o caso da inclusão de uma criança com ambos os membros inferiores amputados, no desfile da marca Lulu et Gigi, a convite do designer Eni Hegedűs-Buiron. Daisy-May Demetre, de nove anos, tornou-se assim a primeira criança duplamente amputada a desfilar naquela passerelle ​que, mais do que mostrar roupa, parece querer romper com preconceitos, colocando a moda ao serviço da criação de novas mentalidades. A modelo nasceu com hemimelia peroneal, uma má formação congénita que causa a ausência total ou parcial do perónio de um ou, como no caso de Daisy, de ambos os membros inferiores e que obrigou a uma dupla amputação quando tinha 18 meses. “Ela sentiu-se muito orgulhosa de si própria”, comentou o pai, citado pela BBC

“Linda e perfeita”, como é descrita pelo britânico Mirror, a criança desfilou num longo vestido vermelho, com apontamentos em dourado, que deixava as próteses à vista. “É assim que ela vive a vida, com um sorriso no rosto”, resumiu o progenitor.

Se a inclusão de uma criança amputada comoveu a assistência, o desfile da Chromat não lhe ficou atrás. A marca de roupa de praia e de lingerie, conhecida por criar propostas para corpos de todas as formas, promoveu a moda inclusiva ao colocar na passerelle modelos de todas as idades, géneros e estilos, incluindo várias modelos plus size, mulheres grávidas ou uma modelo (Ericka Hart)​ a exibir uma dupla mastectomia, realizada na sequência de um diagnóstico de cancro na mama​.

Noutros desfiles, tem sido comum recorrer a nomes sonantes para atrair as atenções: caso de Paris Hilton que desfilou com uma criação de The Blonds, cuja apresentação ficou marcada por um espectáculo em colaboração com Moulin Rouge! O Musical.

Já a Ralph Lauren escolheu a cantora Janelle Monáe para uma actuação que musicou as propostas da casa de moda nova-iorquina. Ainda, entre os momentos mais animados, destaque para o desfile de Tommy Hilfiger, que contou com o próprio e com a actriz Zendaya, estrela de êxitos televisivos do Disney Channel. E, por falar em Hilfiger, a modelo portuguesa Sara Sampaio foi uma das protagonistas do desfile daquele mestre da moda americana.

Se pelas passerelles não faltam modelos de renome, entre a assistência têm marcado presença estrelas como Alicia SilverstoneAnna Kendrick, Bella e Gigi Hadid, Coco Rocha, Emily Blunt, Emma Roberts, Heidi Klum, Irina Shayk, Katie Holmes, Lucy Liu, Maya Hawke ou Sarah Michelle Gellar.

1
1