www.sabado.ptleitores@sabado.cofina.pt (Sábado) - 11 set 09:00

Medina & Salgado

Medina & Salgado

O trabalho de descaracterização e destruição persistente levado a cabo por Medina e Salgado traduziu-se na multiplicação de condomínios de luxo, especulação imobiliária catastrófica, epidemia de lixo e aumento dos níveis de poluição em Lisboa. - Opinião , Sábado.
Vivo na Graça, em Lisboa, há cerca de 20 anos. Quando para ali fui morar, a Graça era um bairro envelhecido e degradado. De sobra sabia eu que as coisas tinham de mudar e isso não me assustava. O que não esperava era a emergência de autarcas capazes de se entregar por inteiro à missão de prejudicar a qualidade de vida em Lisboa.

Desde que tomaram conta da cidade, Fernando Medina e Manuel Salgado dedicaram-se a liberalizar e a desregulamentar o pequeno comércio e as condições de trabalho, a mercantilizar os espaços, a privatizar massivamente a propriedade e os bens públicos, a conceder licenças de construção e de expropriação a capitais e a fundos de investimento transnacionais, a eliminar obstáculos tributários, sociais e ambientais para a implantação de grupos imobiliários, cadeias hoteleiras, grandes empresas do sector retalhista, companhias aéreas, etc. capa Assine já a Sábado digital por 1 euro para ler este artigo no ePaper ou encontre-o nas bancas a 05 de setembro de 2019.
Se já é assinante, faça login e leia o artigo diretamente no ePaper da SÁBADO.
1
1