observador.ptobservador.pt - 16 ago 07:42

Temperaturas de 38º C colocam 18 concelhos do país em risco máximo de incêndio esta sexta-feira

Temperaturas de 38º C colocam 18 concelhos do país em risco máximo de incêndio esta sexta-feira

Castelo Branco será o distrito mais quente desta sexta, com uma máxima de 38º C. No alto e sul Alentejo, os termómetros vão oscilar entre os 35º C e os 37º C. Chuva regressa no fim de semana.

Os termómetros em Portugal continental vão subir esta sexta-feira e Castelo Branco, com uma máxima prevista de 38º C, pode mesmo ser a zona mais quente do país. Os distritos de Beja e Évora, com 37º C, e Portalegre, com 35º C, surgem logo depois. Lisboa pode chegar aos 30º C e o Porto não deverá ultrapassar os 23º C. Devido ao calor, o Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) coloca esta sexta-feira em risco máximo de incêndio 18 concelhos do país, a maior parte dos quais no sul e centro interior do país.

Nesta região, os concelhos em risco máximo são Bragança, Tabuaço, em Viseu, Guarda, além de Marvão, Nisa e Gavião, em Portalegre. Já no sul, os concelhos que apresentam maior risco de incêndio são Monchique, Silves, São Brás de Alportel, Tavira, Alcoutim e Castro Marim, no distrito de Faro. Também estão em risco máximo os concelhos de Vila Velha de Ródão, Proença-a-Nova e Vila de Rei, em Castelo Branco, além de Abrantes, Mação e Sardoal, em Santarém.

A maior parte de Portugal está em risco moderado ou reduzido de incêndio, sobretudo a região norte e litoral oeste do país, aquelas que apresentam a situação menos gravosa dentro destes cinco níveis de risco de incêndio determinado pelo IPMA, que vão de reduzido a máximo.

O fim de semana deverá trazer uma descida ligeira das temperaturas e o regresso da chuva. De acordo com o IPMA, vai chover no arquipélago dos Açores no sábado e, no domingo, é a vez do norte do continente ser atingido por aguaceiros. Com uma máxima prevista de 37º C, o distrito de Évora será o mais quente do país durante o fim de semana.

Todo o país em risco muito elevado de exposição aos raios UV

Todo o país apresenta ainda risco “muito elevado” de exposição à radiação ultravioleta (UV) esta sexta-feira, avisa o IPMA, adiantando existir maior incidência nos distritos de Évora, Portalegre, Guarda e Bragança.

Nestes distritos, o nível de risco chega ao 10, o segundo mais grave numa escala que vai de 1 a 11, sendo este último considerado “risco extremo”.

O resto do continente está esta sexta-feira com níveis entre o 8 e o 9. Os arquipélagos dos Açores também estão em risco “muito elevado”, sobretudo na ilha da Madeira e na ilha Terceira, onde o nível alcança o 10.

1
1