pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 16 ago 02:00

Google Maps pode ter rival à altura com a chegada dos Huawei Mate 30

Google Maps pode ter rival à altura com a chegada dos Huawei Mate 30

Com a chegada da geração Huawei Mate 30 poderemos ficar também a conhecer a alternativa criada pela Huawei para o serviço de navegação Google Maps.

Ainda que o lançamento dos Huawei Mate 30 nos últimos meses de 2019 seja já um dado adquirido, há uma nova surpresa no horizonte. De acordo com as novas informações, a tecnológica chinesa estará a trabalhar em algo mais que novos smartphones e um novo SoC, mais concretamente, um serviço similar ao do Google Maps.

Estará a gigante chinesa a planear criar um serviço de navegação alternativo ao Google Maps?

Esta é a tese avançada por fontes internas, próximas do assunto e citadas pela publicação China Daily. De acordo com as mesmas, a Huawei quer criar um sistema de navegação sofisticado. Algo que lhe permitirá concorrer e fazer frente à atual solução dominante no mercado, fruto da norte-americana Google.

Serviço similar ao Google Maps com o cunho da Huawei

Isto é, passaríamos a ter um “Google Maps” desenvolvido pela Huawei. Do mesmo modo que atualmente temos o seu Harmony OS, uma possível alternativa ao Android, teríamos também o seu serviço de navegação como resposta ao Maps. No entanto, até que ponto é que esta solução seria “sofisticada”, ainda é desconhecido.

Ainda assim, é mais provável que a Huawei crie este serviço como uma alternativa a ser gradualmente desenvolvida e não uma solução para competir diretamente com o Google Maps. Aliás, tal seria uma aposta arriscada, sobretudo tendo em conta o vasto histórico do Maps. Ainda assim, podemos ter algumas surpresas.

Sendo desconhecido o objetivo primário, acredita-se que este passe por estimular os programadores de software a aderir à plataforma da Huawei. Sobretudo para criarem novas aplicações e soluções com base no serviço de navegação da chinesa. Algo que poderá ser estreado juntamente com a geração Huawei Mate 30.

Novidades a serem apresentadas com os Huawei Mate 30

De acordo com a fonte, o objetivo primário será efetivamente mais comedido. A saber “encorajar os programadores a desenvolver novas aplicações baseadas nas capacidades de mapeamento”. Em síntese, a tirar proveito da plataforma a ser lançada pela gigante chinesa, mas não necessariamente para navegação.

Aqui podemos ter novas aplicações que complementem a experiência de navegação, esta que até poderá continuar a ser feita com o Google Maps. Sejam alguns add-ons, ou melhorias e formas de trazer mais informação ao utilizador com base no sistema da tecnológica. Para já, está tudo em aberto.

Ainda assim, espera-se que a Huawei continue a aumentar essa sua base de dados e sistema de navegação. Algo que, eventualmente, lhe permitirá ver esse serviço com novos olhos e até mesmo competir com outras soluções no mercado. Para tal, a empresa planeia tirar proveito da sua rede de equipamentos de telecomunicações.

Há ainda a possibilidade de esta aposta da empresa surtir efeitos em soluções de realidade aumentada. Algo que também se baseará num sistema de navegação e que o poderá complementar com cartões virtuais de informação, entre outros exemplos. Além disso, é uma porta para colaboração com outras empresas.

Por fim, a tónica foi colocada na “experiência sofisticada de navegação”. Algo que não define se será uma nova experiência, no sentido de ser uma solução rival ao Google Maps, ou um mero complemento para a mesma. De qualquer modo, contamos com mais novidades até à apresentação dos Huawei Mate 30.

Leia mais…

Huawei Mate 30 pode chegar já a 19 de setembro com o Kirin 990

1
1