www.sabado.ptleitores@sabado.cofina.pt (Sábado) - 14 ago 09:00

A doença dos ajustes directos

A doença dos ajustes directos

O próprio Estado, ao fazer um uso generalizado, abusivo e preguiçoso do ajuste directo, tem sido um dos principais promotores dos desequilíbrios e das desigualdades estruturais da concorrência no pequeníssimo mercado português - Opinião , Sábado.
Por esta altura, já muitos de vocês consultaram ou ouviram falar do Portal Base (www.base.gov.pt/), uma curiosa fonte de informação, na Internet, sobre contratos públicos. Pelos elementos que fornece – bens, serviços ou obras objecto de contrato; preços contratualizados; identificação das entidades adjudicatárias; e, claro está, os próprios contratos, incluindo anexos e aditamentos –, esta página online deve ser considerada como um documento essencial para a história dos abutres que andam a saquear os cofres do Estado desde, pelo menos, 2008, ano em que foi criado. capa Assine já a Sábado digital por 1 euro para ler este artigo no ePaper ou encontre-o nas bancas a 08 de agosto de 2019.
Se já é assinante, faça login e leia o artigo diretamente no ePaper da SÁBADO.
1
1