sol.sapo.ptsol.sapo.pt - 14 jun 17:58

Mulher recorreu a acupuntura para tratar dores nas costas e sofreu colapso do pulmão

Mulher recorreu a acupuntura para tratar dores nas costas e sofreu colapso do pulmão

Médicos alertam para os riscos da terapia alternativa

Uma mulher, de 79 anos, recorreu a tratamentos de acupuntura para o tratamento de dores de costas e acabou por sofrer o colapso de um pulmão, tendo dado entrada no Centro Hospitalar Universitário de Lisboa dois dias depois de realizar uma sessão da terapia.

De acordo com um artigo publicado na revista científica BMJ, o colapso do pulmão é também conhecido por pneumotórax. Embora esta possa ser uma consequência rara da acupuntura, é também uma das mais graves.

Durante a sessão da terapia alternativa, a mulher terá sentido uma dor aguda no ombro no momento em que as agulhas foram inseridas entre as omoplatas. Dois dias depois, além da dor que não passava, a idosa sentia-se também cansada e com falta de ar.

Ao recorrer ao médico de medicina geral, uma radiografia ao tórax revelou o colapso do pulmão direito, o que levou ao internamento da mulher durante três dias.

“Apesar de ser considerada relativamente segura, a acupuntura é um procedimento invasivo que inclui riscos de complicações inegáveis”, refere o artigo publicado na BMJ por uma equipa de médicos portugueses.

Os pulmões podem encontrar-se a apenas dois centímetros abaixo da pele em algumas zonas do nosso corpo. Neste caso, o colapso pulmonar terá ocorrido depois de a agulha de acupuntura ter feito uma perfuração mais profunda, o que levou a que entrasse ar na cavidade torácica, onde se encontram os pulmões, impedindo assim que o pulmão se expandisse normalmente com a inspiração.

1
1