www.jn.ptjn.pt - 14 jun 17:43

Lichia pode ser mortal. Na Índia morreram 57 crianças subnutridas

Lichia pode ser mortal. Na Índia morreram 57 crianças subnutridas

Morreram 57 crianças na Índia em duas semanas vítimas de encefalite aguda, um surto que está a ser atribuído ao consumo de lichia, uma fruta que tem uma substância que se torna tóxica sob altas temperaturas.

A morte das quase sessenta crianças ocorreu na cidade de Muzaffarpur, no nordeste da Índia. Uma sucessão de óbitos que especialistas atribuem ao consumo de lichia, uma fruta muito popular na região. "Nos últimos dias, um total de 57 menores morreram no hospital Sri Krishna e na clínica privada de Kejriwal", indicou o representante local do ministério da Saúde, Mangal Pandey.

"Já acrescentamos camas nos hospitais e o ministério destacou uma equipa de cinco médicos especialistas que estão a investigar os casos, assim como a sensibilizar a população sobre a encefalite aguda", acrescentou. "Estamos a fazer tudo o que podemos para os salvar", garantiu o diretor clínico do hospital Sri Krishna, S. P. Singh.

Esta doença é conhecida da população local, sendo mais comum entre "crianças com menos de 10 anos das famílias mais pobres". Desde 1995 há registo de vários surtos, tendo o mais mortal ocorrido em 2014, com a morte de 150 menores.

O distrito onde as 57 mortes se registaram é conhecido pelas plantações de lichia, uma fruta que, segundo vários especialistas, "contém uma toxina" - hipoglicina - que "combinada com a onda de calor que está a assolar o país e o estômago vazio [das crianças], é a causa da encefalite aguda" que está a matar as crianças, noticiou o "The Epoch Times".

Os sintomas incluem febre súbita, fadiga, fortes dores de cabeça, náuseas e vómitos. Nos casos mais graves ocorre cegueira, paralisia, convulsões, coma e a morte.

O departamento provincial de Saúde já emitiu um alerta aos cidadãos para estarem mais atentos às crianças durante este período de altas temperaturas, que em algumas zonas ultrapassa os 40 graus.

Há quem considere que a lichia pode não ser a causa direta destas mortes por encefalite aguda, atribuindo antes à hipoglicemia, ou falta de açúcar, segundo o "Hindustan Times". Vários estudos indicam que a toxina presente na lichia bloqueia a produção de açúcar pelo organismo, principalmente quando ingerida à noite e de estômago vazio, o que combinado com a redução natural de açúcar no sangue quando dormimos pode causar a morte entre os menores malnutridos.

A lichia é uma fruta exótica que é comum encontrar à venda nos hiper e supermercados em Portugal, sendo considerada rica em vitamina C e potássio e, segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o seu consumo não é perigoso.

779
1