www.jn.ptjn.pt - 14 jun 16:12

Médico garantido na Urgência evita encerramento de ginecologia/obstetrícia em Beja

Médico garantido na Urgência evita encerramento de ginecologia/obstetrícia em Beja

O Serviço de Urgência de Ginecologia/Obstetrícia do Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, já não vai encerrar, esta sexta-feira, como anunciado.

A informação sobre o "encerramento do Serviço de Urgência de Ginecologia e Obstetrícia (no período compreendido entre as 18 horas do dia 14 de junho e as 8 horas do dia 15 de junho), está ultrapassada, estando o Serviço de Urgência de Obstetrícia e Ginecologia do Hospital José Joaquim Fernandes, a funcionar em pleno no mencionado período", anunciou em comunicado, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja.

Segundo a fonte do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), que gere o hospital de Beja, conseguiu-se "escalar o segundo especialista" e, por isso, "fica sem efeito" o fecho temporário do serviço.

Na quinta-feira foi anunciado o encerramento temporário da Urgência de Ginecologia e Obstetrícia, cinco dias depois da última ocorrência, verificada no passado domingo.

Desde o início do ano, este serviço do Hospital José Joaquim Fernandes encerrou quatro vezes em virtude de a ULSBA não ter conseguido nomear um segundo médico, tendo as grávidas que recorrer, pelos próprios meios, aos serviços do Hospital do Espírito Santo, em Évora, percorrendo mais de 80 quilómetros sem qualquer assistência médica. Os outros hospitais a que as parturientes podiam recorrer são os de Setúbal, Faro e Portimão.

Os anteriores encerramentos ocorreram durante 24 horas, das 8 horas de 5 de janeiro até às 8 horas de 6 de janeiro; e nos mesmos períodos de 2 e 3 de março, 12 e 13 de abril e 9 e 10 de junho.

Recorde-se na sequência do último encerramento, uma mulher deu à luz, cerca das 13.30 horas de domingo, no interior de uma ambulância, num posto de abastecimento de Aljustrel, devido à indisponibilidade de obstetras na Urgência do Hospital de Beja. A pequena Zita veio ao Mundo com o auxílio dos bombeiros de Aljustrel, pesando 2,930 quilos. A bebé e a mãe foram depois conduzidas para o Hospital de Beja, de onde saíram na terça-feira.

7
1