desporto.sapo.ptdesporto.sapo.pt - 12 jun 15:47

Futebol/Cabo Verde: Kiki retira-se da presidência da Académica da Praia

Futebol/Cabo Verde: Kiki retira-se da presidência da Académica da Praia

Kiki avançou que está a deixar o clube, uma vez que já cumpriu o seu mandato e que cabe agora à mesa da assembleia constituir uma Comissão de Gestão....

O presidente da Académica da Praia, Alcides Tavares, também conhecido como Kiki, deixa a presidência do clube com o dever cumprido “em situação estável e com um plantel capacitado” para a reconquista do campeonato.

Este antigo futebolista do Futebol Clube do Porto deixa a presidência do clube com “títulos e dever cumprido”, após um mandato de praticamente três épocas que resultaram num campeonato de Cabo Verde, uma Super Taça de Cabo Verde, um campeonato regional de Santiago Sul, uma Taça Praia, todos conquistado pela equipa de futebol e um campeonato de Cabo Verde de xadrez, em apenas três temporadas.

Tranquiliza os associados e simpatizantes do clube, alegando que deixa a equipa montada para a próxima temporada, como candidata ao título, com patrocinador garantido durante a época e como a equipa mais estável de Santiago, e “quiçá de Cabo Verde”.

“Recebi a Académica no zero, sequer com uma única ficha. Sem qualquer patrocinador. Em menos de 50 dias formei uma equipa campeã de Cabo Verde”, recorda Alcides Tavares, que doravante promete abandonar definitivamente o futebol em Santiago Sul e cortar qualquer ligação com o Estádio da Várzea.

Na hora de partida, Alcides Tavares fez questão reconhecer o “apoio imprescindível” recebido por Victor Fidalgo durante o seu mandato, extensivo ao chefe de equipamento da Académica, Funa, considerado um “elemento-chave” pela Académica, por ser “um incansável” que inicia o dia bem cedo no transporte de todos os jogadores do clube para os treinos.

Kiki avançou que está a deixar o clube, uma vez que já cumpriu o seu mandato e que cabe agora à mesa da assembleia constituir uma Comissão de Gestão, de imediato, com vista a realização da assembleia-geral constituinte para novos órgãos sociais deste clube emblemático da capital.

A proeza maior da direcção que liderou, de acordo com Kiki, deve-se ao facto de devolver a Académica da Praia o título de campeão de Cabo Verde depois de um longo jejum de 53 anos, e na vitória da primeira Super Taça de Cabo Verde para a Micá.

“Deixo a Académica com o sentimento do dever cumprido, se bem que este ano não conseguimos revalidar o título, que era o nosso objectivo”, disse Kiki, para quem, nestes dois anos, o resultado “é super positivo”.

“Académica é o único clube em Santiago e Cabo Verde que tem salário na hora, via banco. Nunca foi atrasado nada”, rematou.

1
1