eco.sapo.pteco.sapo.pt - 12 jun 07:05

5 coisas que vão marcar o dia

5 coisas que vão marcar o dia

O Banco de Portugal divulga novas previsões para a economia portuguesa e o IGCP aproveitará os juros baixos para emitir dívida a 10 e a 15 anos. Administração dos CTT é ouvida no Parlamento.

Em véspera de feriado em Lisboa, o Banco de Portugal vai divulgar novas previsões para a economia portuguesa até 2021 — já é uma das organizações mais pessimistas — e Portugal vai voltar aos mercados, aproveitando os juros historicamente baixos para emitir dívida a dez e 15 anos. O INE vai também publicar dados mais detalhados sobre o bom momento do setor da construção e o conselho de administração dos CTT vai ser ouvido no Parlamento, numa altura em que chovem críticas ao serviço prestado pela empresa após a privatização.

Portugal volta aos mercados para emitir Obrigações do Tesouro a dez e 15 anos

Numa altura em que os juros exigidos pelos investidores para deter dívida pública renovam mínimos históricos, o IGCP vai ao mercado para emitir dívida a dez e 15 anos. O Tesouro espera conseguir entre 1.000 e 1.250 milhões de euros com esta emissão, em títulos com maturidade em junho de 2029 e abril de 2034.

Banco de Portugal divulga novas previsões para a economia portuguesa

Depois de em março ter revisto em baixa a previsão de crescimento para a economia portuguesa em 2019 — de 1,8% para 1,7% –, o Banco de Portugal vai divulgar novas previsões para a economia portuguesa para os anos de 2019, 2020 e 2021. Atualmente, a instituição liderada por Carlos Costa já está entre as mais pessimistas relativamente à evolução da economia portuguesa. O Governo é o mais otimista: espera que a economia cresça 1,9% em 2019.

INE divulga dados sobre a evolução da construção no primeiro trimestre

Foi um dos setores a dar maior impulso ao aumento do investimento no primeiro trimestre do ano, em termos homólogos, beneficiando em parte das melhores condições meteorológicas que se verificaram no início deste ano em comparação com o verificado em 2018. Esta quarta-feira, o INE dá conta do número de edifícios licenciados e dos edifícios concluídos no primeiro trimestre do ano, permitindo avaliar também a carteira de encomendas da construção para os próximos meses.

Conselho de Administração dos CTT ouvido no Parlamento

Depois de muitas questões sobre o serviço prestado pelos CTT na sequência da privatização, e em que até o Governo já fala de uma revisão do contrato de concessão, a comissão parlamentar de Economia chama ao Parlamento o conselho de administração dos CTT no âmbito de uma petição que solicita que o Estado português volte a ter uma participação qualificada no capital dos CTT.

Euronext e APFIPP ouvidos no Parlamento sobre novo regime das sociedades de investimento e gestão imobiliária

O PCP pediu a apreciação parlamentar do decreto-lei que cria as sociedades de investimento e gestão imobiliária, também conhecidas como SIGI. O Governo entende que este regime vai permitir captar Investimento Direto Estrangeiro e dinamizar o mercado imobiliário. Os comunistas entendem que este decreto-lei vai criar ainda maior distorção no mercado imobiliário e por isso pediu a sua apreciação parlamentar e leva esta quarta-feira ao Parlamento várias entidades: a Euronext, a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios (APFIPP) e a European Publico Real Estate Association.

1
1