observador.ptobservador.pt - 12 jun 15:52

A internet está numa relação com Keanu Reeves (mas o ator ainda nem tinha dado por isso)

A internet está numa relação com Keanu Reeves (mas o ator ainda nem tinha dado por isso)

Afável, alheio aos inúmeros memes que vão surgindo por aí, a destilar estilo em campanhas publicitárias ou no novo "Toy Story 4", o ator passa ao lado desta obsessão enquanto a popularidade aumenta.

Longe vão os tempos de The Matrix, mas para as redes sociais Keanu Reeves continua a dominar em peso, ao ponto de lhe chamarem o novo “namoradinho da Internet”. Uma obsessão que parece passar despercebida ao ator, a leste deste ressurgimento em popularidade. “Sou o quê? É estranho”, confessou na estreia de Toy Story 4, esta terça-feira, quando a revista People o confrontou com este rótulo.

A publicação recupera os passos da estrela (que desempenha o papel do boneco Duke Caboom no novo título da saga animada), uma figura que dominou Hollywood nos anos 90 e que aos 54 anos parece gozar de um inesperado fôlego mediático, através de manifestações tão simples como uma conta de Twitter criada simplesmente para partilhar imagens de Reeves… a fazer coisas (@keanuthings). Já em maio, num artigo alargado, ensaiavam vários motivos para nos perdermos de amores por Keanu, um tipo relativamente consensual, mais que não seja porque oferece ótima matéria-prima para o universo online.

Entre a aura de mistério, o ar introspetivo e os pequenos gestos do quotidiano, não faltam ingredientes para arrebatar internautas. Tudo à conta do protagonista do novo John Wick 3 e da comédia romântica da Netflix Always Be My Maybe, na qual representa uma versão ficcionada de si próprio.

A tal internet não esquece aquele dia em junho de 2010 em que foi fotografado sozinho num banco do jardim a comer uma sandes com um semblante tristonho. A imagem “Sad Keanu” tornou-se viral em dois tempos e motivou uma série de intervenções do Photoshop por parte dos fãs, que não esquecerão igualmente um trajeto marcado por uma série de infortúnios. Há dois anos, Reeves, que viu a ex-namorada Jennifer Syme morrer num acidente em 2000, o pai abandonar a família quando tinha apenas 3 anos, e que ajudou a irmã na luta contra o cancro, admitia mesmo à Esquire que se considerava demasiado velho para encetar uma família.

Uma imagem que também terá motivado o aumento do culto e a simpatia extra do público, extensível a pequenos nadas. Os seguidores adoram vê-lo a cavalo, com os sacos de supermercado pela mão, ou até a tocar um sino, como fez aquando da estreia de um dos seus filmes no Japão — porque, aparentemente, todas as ações contam, mesmo quando é flagrado a comer um cupcake (de novo sozinho), outra imagem que se viralizou num ápice.

Lembra-se de Reeves triste? Pois bem, dois anos depois surgiu uma nova versão, agora cheia de alegria. A imagem do ator a correr com uma máquina fotográfica ao pescoço (que teria desviado a um paparazzi) voltou a correr o mundo e a surgir em inúmeras montagens cómicas, nada que belisque o estado de graça (basta atentar na montagem acima).

Reeves, o motociclista cool, reforçou ainda mais o nível de coolness quando já este ano se tornou o rosto da Saint Laurent na campanha de outono da marca capitaneada por Anthony Vaccarello. E a internet veio um pouco mais a baixo de novo. E se a sensualidade não passa despercebida a uma larga fatia, há mais um aspeto a contribuir para a sua taxa de aceitação. Num mundo pós-MeToo, tem vindo a ser elogiado nas redes pela forma como habitualmente posa ao lado das fãs que lhe pedem uma fotografia, mantendo a devida distância e respeito.

Posto tudo isto, será Keanu Reeves demasiado bom para este mundo? A pergunta podia ser nossa, a afirmação é da revista New Yorker, que a 3 de junho lhe dedicou um longo artigo. Que é deste planeta, não há dúvida, ainda que muitas vezes nem pareça. Em conversa com o Buzzfeed, rodeado de cachorros fofinhos (mais um ponto para o sucesso), não hesitou quando lhe perguntaram qual era o seu segredo para manter os pés na terra: “a força da gravidade”.

1
1