observador.ptobservador.pt - 12 jun 17:41

Parlamento britânico veta moção dos trabalhistas que queria proibir um Brexit sem acordo

Parlamento britânico veta moção dos trabalhistas que queria proibir um Brexit sem acordo

O partilho trabalhista levou ao Parlamento britãnico uma tentativa de proibição de uma futura saída do Reino Unido da UE sem acordo. A proposta foi chumbada e continua tudo em aberto.

Os deputados britânicos chumbaram esta quarta-feira uma proposta do Partido Trabalhista que pretendia impedir desde já uma futura saída do país da União Europeia sem acordo. A votação, que o jornal The Independent descreve como “crítica”, resultou num chumbo por 11 votos de diferença: 309 membros do Parlamento britânico votaram contra a proposta e 298 votaram a favor.

A moção apresentada pelo partido de centro-esquerda, atualmente liderado por Jeremy Corbyn, pretendia restringir as opções de um futuro primeiro-ministro do Reino Unido, vetando-lhe desde já a hipótese de um “no deal”. O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros inglês e candidato à sucessão de Theresa May como primeiro-ministro, Boris Johnson, do Partido Conservador, tem apontado a separação sem acordo como “última opção” entre as hipóteses para a saída que está previsto acontecer até ao dia 31 de outubro.

De acordo com o The Independent, o líder trabalhista Jeremy Corbyn ter-se-á dirigido aos deputados do Partido Conservador, no Parlamento e após a votação, dizendo-lhes que “não vão estar a festejar em setembro”. Estes terão festejado o chumbo da moção dos trabalhistas.

1
1