24.sapo.ptPatrícia Reis - 12 jun 10:49

Encontro imediato do terceiro grau na feira do livro

Encontro imediato do terceiro grau na feira do livro

Assinar os seus livros? Então, a menina é escritora? Olhe que não diria, não diria mesmo. ...

Desculpe, mas tenho mesmo que me sentar, esta ideia de fazer a feira num parque que é íngreme não faz sentido, pois não? Olhe bem para os meus pés. Eu gosto de vir à feira, gosto de ver os escritores e sempre como uma fartura ou um saquinho de churros. Agora até há mais coisas, hambúrgueres e coisas vegetarianas. Eis uma coisa que eu não percebo, vegetais nunca me agradaram. Olhe é como tudo, as pessoas não são todas iguais, é o que é.

Já viu estas crianças lambuzadas de gelado? Não levam um livro, vêm à feira passear. Eu isso acho um disparate, vão para os centros comerciais, para a praia, agora se não compram livros estão aqui a fazer o quê? Não se entende. Eu aproveito a hora de descontos e os alfarrabistas. Há muitos autores por aqui que nem sei quem são. Outros percebo logo, já os vi na televisão e sei que são importantes.

Eu não leio muito, mas leio o suficiente, aprendi com uma avó que gostava sempre de contar histórias. Ela era professora e talvez por isso tenha essa queda para os livros. Eu gosto de romances que sejam felizes, percebe? Histórias muito aflitivas com palavras muito complicadas não me agradam, desgosto-me com rapidez e largo. Não tenho pudor algum em largar, um livro não pode ser uma obrigação, o que seria se fosse uma obrigação. Bastou-me o tempo de escola.

A menina leu Os Maias? Olhe, eu sei que é suposto dizer que é um livro muito bom e que o Eça de Queiroz era genial, mas o que quer? Eu não consigo perceber nada daquilo, muitos rodriguinhos, muitas descrições com pormenores infinitos, cansa-me. Aprecio os contos. E depois os romances, claro. Diz que Os Maias também são um romance? Não, não creio que sejam, é um livro, mas não é um romance, ora um romance não trata de amor? Nos Maias também há amor, diz, pois, não devo ter chegado a essa parte.

A menina apanhou esta cadeira à sombra e fez muito bem. Já viu o calor? Isto não se aguenta. Um calor de quê? Ananases? Ah, que estranho, não conheço a expressão. É do Eça? Pois, como lhe digo não li até ao fim. Gosto muito dos livros desta senhora, deixe que lhe mostro uma fotografia aqui no telemóvel. Sempre aproveito e vejo o facebook, porque é no facebook que eu sei das outras pessoas, já ninguém se encontra e estão ali as novidades, não é? Uma coisa maravilhosa, o facebook. Está a ver? É esta autora. Será que está cá na feira? Ah, do outro lado... então tenho que ir até lá.

Obrigada pela companhia, ainda bem que não nos expulsaram daqui, mas não se demore que há sempre um antipático que nos enxota.

Assinar os seus livros? Então, a menina é escritora? Olhe que não diria, não diria mesmo. Bom, se não se incomoda vou ali ao outro lado. Os livros daquela senhora eu já os conheço e aqui o seu, bom... olhe, não tenho grande jeito para crianças, não é livro para mim. Passe uma boa tarde, sim?

Newsletter As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas. Notificações Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso. Na sua rede favorita Siga-nos na sua rede favorita.
1
1