www.publico.ptpublico.pt - 17 mai 18:51

Para a “Monocle”, a Madeira está subestimada e a TAP tem mesmo a tripulação “mais bonita”

Para a “Monocle”, a Madeira está subestimada e a TAP tem mesmo a tripulação “mais bonita”

A influente revista publicou o seu novo top 50 das viagens, gostos e tendências para 2019 e há sete entradas portuguesas. Sempre com um toque de humor britânico.

É a edição The Escapist da Monocle, uma bíblia mundial do estilo e viagens, e neste “intrépido” directório anual de “sítios a ir, onde comer, dormir, comprar e relaxar” há distinções para todos os gostos e geografias, incluindo Portugal. Há sete entradas portuguesas no top 50 das “experiências de viagens preferidas do ano”, como se resume no número de Junho da revista, que está agora a chegar às bancas por todo o mundo.

A lista, que se pretende, decerto, leve mas acutilante como as férias, não é o tradicional top de revista, antes uma série de escolhas com temáticas muito criativas.

Por exemplo, logo à 6.ª entrada faz parar muitos leitores com uma surpresa à concurso de misses e misters: a TAP tem a “tripulação mais bonita” do mundo. 

Mas a surpresa é só para alguns, já que, atenção ao detalhe: não é a primeira vez. Já em 2018 a revista tinha feito o mesmo, realizando, inclusive uma sessão fotográfica com elementos da tripulação de cabine da companhia aérea.

Entre outras distinções, umas mais tradicionais outras mais fora-da-caixa (o “lugar para resolver grandes questões” é a lareira do castelo Elmau, na Baviera, por exemplo; e a melhor primeira classe aérea é da Swiss & Air France), surgem mais referências a Portugal: 

Amenidades que queremos ter mais: as da Claus Porto (a referência é à loja em Lisboa, sendo que a centenária casa portuense tem também loja no Porto e em Nova Iorque)

Local ideal para relaxar no sudoeste europeu: São Lourenço do Barrocal, resort de 5 estrelas em monte alentejano que valeu a Souto de Moura em 2016 o Leão de Ouro da Bienal de Arquitectura de Veneza.

Pedra, tempo e memória num monte agrícola de cinco estrelas

Prémio para melhor quarto sem nonsense: Belmond Reid’s Palace, Madeira – um clássico de luxo sóbrio no cimo de um dramático rochedo no Funchal, por onde passaram Churchill ou a imperatriz Sissi da Áustria e muito mais realeza e fama. É luxo directo, sem desmandos nem absurdos e caso arrumado.

Descobrir a Madeira a partir de um chá das cinco no Reid’s

A escapada de fim-de-semana europeia mais subestimada: Madeira, Portugal. A Associação de Promoção da Madeira já comentou o seu prémio, sublinhando que a revista “destaca os encantos da Madeira e a oferta completa que a torna um destino perfeito para uma escapadinha de fim-de-semana”. “O clima, a curta distância a partir da Europa, os hotéis, restaurantes e uma agenda cultural recheada de eventos e festas, são alguns dos factores que tornam a Madeira num destino jovem e actual, a não perder”, resumem, acrescentando-lhe “a beleza e diversidade das paisagens, desde as montanhas ao mar”. 

Aeroporto para voos de longa-duração mais convenientemente localizado: Aeroporto de Lisboa. Realmente, é dos aeroportos internacionais mais próximos do centro de uma capital europeia.

Melhor buffet: Four Seasons Hotel Ritz (& Mandarin Oriental), Lisboa (& Hong Kong). Outro clássico da hotelaria portuguesa, o Ritz de Lisboa tem um afamado buffet cinco estrelas que faz jus ao luxo de todo o hotel.

O top 50 da Monocle/The Escapist 2019 está aqui. Os distinguidos irão receber os seus galardões numa cerimónia em Londres no mês de Junho.

1
1