eco.sapo.pteco.sapo.pt - 17 mai 16:45

Polónia castiga Jerónimo Martins. EDP trava queda da bolsa

Polónia castiga Jerónimo Martins. EDP trava queda da bolsa

A bolsa nacional encerrou no vermelho pela segunda sessão consecutiva, penalizada pela Jerónimo Martins. A travar uma queda mais acentuada esteve a EDP que somou mais de 2%.

A bolsa nacional encerrou em queda, pressionada pelos títulos da Jerónimo Martins que continua a ser castigada pelo implementação de uma taxa sobre o retalho na Polónia. Lisboa caiu, ainda que menos que as restantes praças europeias, beneficiando do desempenho positivo da EDP.

O PSI-20 encerrou a última sessão da semana a perder 0,21% para 5.118,04 pontos, acompanhando a tendência vivida na Europa, embora com um desempenho menos negativo. O Stoxx 600 encerrou a perder mais de 1%.

A penalizar o desempenho do principal índice bolsista nacional estiveram as ações da empresa liderada por Pedro Soares do Santos que perderam 3,59% para 12,89 euros. Isto acontece depois de, esta quinta-feira, o Tribunal Europeu de Justiça ter decidido pôr fim à suspensão pedida pela Comissão Europeia, dando ao Governo polaco luz verde para aplicar um novo imposto sobre o retalho. Os títulos da cotada nacional chegaram a perder mais de 5%.

Polónia pesa na Jerónimo Martins. Dá novo trambolhão

Ainda no retalho, a Sonae que recuou 1,61% para 0,9155 euros. Nas perdas, destaque ainda para os títulos do BCP que desvalorizaram 0,86% para 0,2524 euros e para os CTT que perderam 1,36% para 2,18 euros.

A travar uma queda mais expressiva do índice estiveram as ações da EDP que somaram 2,07% para 3,256 euros, encerrando em alta pela terceira sessão consecutiva. Ainda no setor, a EDP Renováveis perdeu 0,12% para 8,6 euros, enquanto a a Galp Energia valorizou 0,53% para 14,205 euros.

(Notícia atualizada às 16h53 com mais informação)

1
1