mag.sapo.ptmag.sapo.pt - 17 mai 18:54

Boicote americano não chega a Portugal: 50º filme de Woody Allen estreia em outubro

Boicote americano não chega a Portugal: 50º filme de Woody Allen estreia em outubro

"A Rainy Day in New York" estreia em vários países europeus após a Amazon recusar fazê-lo nos EUA por causa da imagem deteriorada de Woody Allen pelo movimento #MeToo. Desafiante, o realizador lançou o trailer oficial nas redes sociais.

Ao contrário dos EUA, "A Rainy Day in New York" vai estrear em Portugal: o 50º filme de Woody Allen chega às salas a 24 de outubro, confirmou oficialmente a NOS Audiovisuais.

Timothée Chalamet, Elle Fanning, Selena Gomez, Jude Law, Diego Luna, Rebecca Hall e Liev Schreiber, fazem parte do elenco desta comédia romântica que acompanha a história de dois amantes de faculdade, que decidem passar um fim de semana especial em Nova Iorque e acabam envolvidos em situações complicadas.

Esta sexta-feira, o realizador também divulgou o trailer oficial nas suas próprias redes sociais.

A estreia em Portugal e noutros países europeus contrasta com a situação nos EUA, onde o Woody Allen processou o grupo Amazon no início de fevereiro por quebra de contrato, culpando o gigante da Internet por cancelar a estreia do filme e encerrar os seus acordos de produção. O processo está em andamento e poderá ser julgado em 2020.

Continuar a ler

A Amazon confirmou que rompeu o compromisso de financiar quatro filmes no total de 68 milhões de dólares, justificando a decisão pelas "repetidas acusações" contra o cineasta e as suas "declarações controversas".

A imagem de Woody Allen deteriorou-se desde que o movimento #MeToo começou em outubro de 2017 e foi atingido pelo regresso das alegações de abuso sexual feitas pela sua filha adotiva Dylan, que teria ocorrido em 1992.

Na altura, o realizador desmentiu-as sempre e os processos foram arquivados depois de duas investigações em separado.

Vários atores e atrizes que trabalharam com ele distanciaram-se publicamente e disseram que não voltariam a fazê-lo, incluindo parte do elenco do novo filme: Chalamet, Gomez e Hall vieram a público dizer que se arrependeram e doariam os respetivos salários a associações ligadas ao movimento #TimesUp.

Ainda em fevereiro surgiram notícias de que Woody Allen já tinha uma nova parceria de produção com a  Mediapro para o seu próximo filme e procurava locais de filmagem em Espanha.

Newsletter Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email. Notificações Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag. Na sua rede favorita Siga-nos na sua rede favorita.
1
1