desporto.sapo.ptdesporto.sapo.pt - 14 mai 11:55

Pinto da Costa: "Fontelas Gomes é uma pessoa séria"

Pinto da Costa: "Fontelas Gomes é uma pessoa séria"

Presidente do FC Porto elogia presidente do Conselho de Arbitragem mas continua a desconfiar as nomeações dos árbitros....

Pinto da Costa aproveitou uma entrevista ao jornal portuense 'O JOGO' para enviar recados para o sector da arbitragem. O presidente do FC Porto considera Fontelas Gomes uma "pessoa séria" mas assume também que não está a gostar das nomeações do Conselho de Arbitragem.

Em entrevista ao referido diário desportivo, Pinto da Costa foi questionado se a sua opinião sobre o Conselho de Arbitragem tinha mudado.

"A minha posição em relação ao Conselho de Arbitragem não mudou num aspeto: não tenho a mínima dúvida de que o Sr. Fontelas Gomes, que é o presidente, é uma pessoa séria. Agora, no que diz respeito a confiar nas suas nomeações, das duas uma: ou está a ser pressionado por alguém, ou, se não está, então tenho de mudar [a opinião], porque considero que não tem sido capaz de ter decisões que se justifiquem", começou por dizer Pinto da Costa.

Questionado sobre o conteúdo da conversa que teve com o Conselho de Arbitragem, Pinto da Costa afirmou: "Falei, por exemplo, de Bruno Esteves, que não podemos esquecer. Mas não vou estar a revelar, porque, senão, qualquer pessoa com quem falasse amanhã não teria confiança para estar a falar comigo".

"O Conselho de Arbitragem sabe como isso foi arquitectado...Mas o problema não é saber-se quem são os árbitros. O problema é como esses árbitros são indicados. Não é saber se o senhor Bruno Paixão vai ser o VAR do Feirense-Benfica, o problema é ele estar lá e porque está lá. Ou porque é que o senhor Luís Godinho foi VAR em Vila do Conde. Para o Conselho de Arbitragem ele é um árbitro em quem confiam muito, mas tem lógica, com tantos jogos importantes e decisivos, ele não ter arbitrado?, acrescentou o líder portista quando questionado sobre as alterações no Conselho de Arbitragem que passaram a divulgar as nomeações.

Em relação a uma possível contradição sobre as palavras dirigidas ao árbitro Luís Godinho, Pinto da Costa explicou.

"Não estou [a contradizer-me] porque não disse que o Sr. Luís Godinho é um bom árbitro. Referi-me ao conceito do Conselho de Arbitragem. Não vou estar aqui a dizer qual é o meu. Agora, daqui a 20 anos, se fosse vivo, lembrar-me-ia sempre do que se passou em Moreira de Cónegos, porque é uma situação caricata, em que o árbitro vai a recuar, cai e expulsa o jogador. Agora, o Conselho de Arbitragem considera-o um bom árbitro. Mas se o considera assim, porque é que foi para ali? Como VAR, ficou mais uma vez demonstrado que é mau", frisou Pinto da Costa.

"Não, não...Por todo o prestígio que o Dr. Fernando Gomes tenha no futebol europeu, que é muito, não é o FC Porto ou o Benfica que terão agora interferência direta nas mudanças que venham a haver. Aí, ou os clubes agem em conjunto, ou não será este ou aquele, seja o FC Porto, o Benfica ou o Sporting, que terão interferência", disse Pinto da Costa sobre a disputa por um lugar europeu entre FC Porto e Benfica.

Questionado sobre a possível disputa entre FC Porto e Benfica para entrar na Superliga Europeia, Pinto da Costa frisou que não se trata disso, e que a luta pelo título irá continuar a ser o objetivo máximo dos dois rivais.

"Não, não...De maneira nenhuma. Há um campeonato em disputa, ambos têm de ganhar e um teve a possibilidade de, num momento crucial, ter a sorte de ter padres que saíram da sacristia. Estavam lá guardados e saíram", sentenciou Pinto da Costa.

Newsletter Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email. Notificações SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações. Na sua rede favorita Siga-nos na sua rede favorita.
2
1