sol.sapo.ptAna Roma Torres - 13 mai 18:37

Super-heróis vivem muito além dos filmes... nada de novo, mas muito mais para contar

Super-heróis vivem muito além dos filmes... nada de novo, mas muito mais para contar

Se gosta de super heróis e do mundo da Marvel, seguramente não é indiferente à grande estreia de Avengers: End game. Um sucesso de bilheteira que é seguramente também um dos hot topics do momento.

E Portugal não está imune ao fenómeno, uma vez que estamos a falar já do filme que bateu todos os recordes da história dos cinemas portugueses no fim de semana de estreia.

Também entre amigos e em ambiente de trabalho, eu não tenho ouvido falar de outra coisa e não querendo lançar aqui nenhum spoiler, a verdade é que há muita polémica instalada, uns adoram umas coisas, outros não podem com outras, mas todos (os que gostam do tema, claro, e até às vezes uns que não gostam assim tanto) sentem algo pelo que o filme nos trouxe.

Quando assistimos a este tipo de buzz, sabemos que estamos perante um conteúdo forte, partilhável, emocional, capaz de gerar conversas e virar cabeças. Seja para dizer bem ou mal, sabemos que é um conteúdo que provoca reações, que vai muito além da mera estreia. 

E porque tem este poder, o conteúdo é desde logo acompanhado de inúmeras ações com marcas.

Percebemos que estamos a falar de muito mais que um filme, uma vez que as marcas bebem da sua popularidade, do storytelling e do ADN já tão reconhecido para comunicar as suas marcas. 

Uma associação de valores e história carismática que leva as marcas para as conversas que interessam e para os temas transversais.

Olhemos então para as campanhas mais emblemáticas em torno do filme que surgiram nos EUA aquando da estreia.
A Audi, por exemplo, patrocinador da estreia do filme, desenvolveu um filme digital com o regresso do Captain Marvel à terra, mostrando o novo Audi e-tron. O carro aparece também no próprio filme, através de product placement, assim como o Audi R8. Uma associação forte que posiciona a marca. 

A Coca-Cola, por outro lado, juntou-se à Marvel com um filme que terá exibição em 57 países, no qual uma teenager recebe a sua energia da Coca-Cola para conseguir fazer tudo em tempo recorde, aludindo aos superpoderes e em ambiente ‘Vingadores’. 

Numa abordagem um pouco diferente a Mastercard, a Marvel e a associação ‘Stand Up to Cancer’ juntaram-se dando destaque aos super-heróis reais que sobrevivem a cancros, fazendo a ponte entre a ficção e a vida real para sensibilizar as pessoas. Uma campanha multi-meios que teve imprensa, rádio, televisão, digital e exterior, levando a mensagem o mais longe possível.

Reforçando a importância de contribuir a Mastercard ainda doou 1 dólar por cada bilhete comprado com Mastercard na plataforma online Fandango.com. Uma forma de mostrar que vão além da comunicação, assumindo um papel claro de responsabilidade social.

E também a MacDonald’s não quis ficar de fora de tamanha estreia e criou 4 caixas diferentes de Happy Meal com as personagens do filme. Também na app da marca as famílias podem aceder Às personagens virtuais e a conteúdo de behind the scenes. 

Estes são alguns dos melhores exemplos que comprovam a máxima já muitas vezes aqui defendida por mim de que quando o conteúdo é relevante, as oportunidades são muitas e a possibilidade de acrescentarmos valor e pertinência à vida dos nossos consumidores e acima de tudo fãs mais leais. 

*Diretora Criativa Havas Sports& Entertainment

1
1