sol.sapo.ptsol.sapo.pt - 13 mai 20:24

GNR apanha 646 condutores no telemóvel

GNR apanha 646 condutores no telemóvel

No total, foram fiscalizados cerca de 29 mil condutores. 141 foram detidos por excesso de álcool.

A GNR detetou 646 condutores que utilizavam o telemóvel enquanto conduziam, numa operação realizada entre os dias 6 e 12 de maio. Em comunicado, a GNR esclarece que a operação foi pensada “de modo a contribuir para a diminuição do risco de ocorrência de acidentes e para a adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores”. As operações foram levadas a cabo pelos militares da Unidade Nacional de Trânsito de todo o país.

Concluída a operação “Smartphone, Smartdrive”, a GNR detetou 9 947 infrações rodoviárias, das quais: “646 por uso do telemóvel durante a condução; 2 522 por excesso de velocidade; 603 por falta de inspecção periódica obrigatória; 538 por anomalias de sinalização; 441 por falta ou utilização incorrecta do cinto de segurança e 243 por falta de seguro obrigatório”.

Durante a mesma operação foram apanhados 427 condutores com excesso de álcool no sangue, 191 dos quais foram detidos por ultrapassaram a taxa limite legal de 1.2g/l no sangue.

No mesmo comunicado, a GNR recorda “que a utilização incorrecta e o manuseamento de telemóveis, tablets, ou dispositivos similares, para a realização de chamadas, envio de mensagens escritas ou consulta de redes sociais, durante a condução acarreta riscos associados, designadamente: distração visual (tirar os olhos da estrada), limitação motora (tirar as mãos do volante) e condicionamento cognitivo (distração na condução)”.

Segundo informação disponibilizada, ao longo do ano, a GNR vai  “exercer uma fiscalização intensiva” nas estradas, para identificação situações de condutores que possam por em causa a segurança rodoviária.  

4
1