exameinformatica.sapo.ptexameinformatica.sapo.pt - 17 abr 10:15

Apple e Qualcomm chegam a acordo em disputa sobre licenciamento

Apple e Qualcomm chegam a acordo em disputa sobre licenciamento

As duas gigantes tecnológicas estão envolvidas em batalhas judiciais sobre licenças, mas acabaram de chegar a um acordo em São Diego. No início do dia, a Intel tinha anunciado a saída do segmento de modems 5G para smartphones.

A Apple deve conseguir preparar um iPhone com ligações 5G mais cedo do que esperado, mercê de ter conseguido chegar a acordo com a Qualcomm. As duas empresas fizeram o anúncio para colocar um fim na disputa jurídica de licenciamento que se arrastava há dois anos nos EUA. No mesmo dia em que anunciaram este fim, através de um comunicado de imprensa lido em conjunto, os advogados das duas partes estavam a fazer as suas declarações iniciais no tribunal. Os dois CEOs das empresas eram esperados na sala do tribunal para prestar declarações e, em janeiro, Tim Cook tinha avançado que a Apple não estava em negociações com a Qualcomm, pelo que este “enterrar do machado” não deixa de causar surpresa.

O acordo chega como uma vitória para os consumidores que poderão ter acesso a modems rápidos da Qualcomm nos seus iPhones, incluindo os modems 5G, possivelmente a partir de 2020.

Como parte deste acordo, a Apple compromete-se a pagar uma soma não revelada de dinheiro à Qualcomm como licenciamento. Este pagamento contabiliza o período desde 1 de abril e durante seis anos, havendo uma opção de extensão de dois anos. Em paralelo, as duas empresas concordaram em assinar um acordo de fornecimento de chipsets válidos durante múltiplos anos, noticia a Cnet.

As duas empresas concordaram ainda em colocar um fim às disputas em todo o mundo, desde tribunais na China, Alemanha e outras regiões. O acordo foi lido em comunicado de imprensa e não houve lugar a perguntas.

Alguns analistas estimam que tenha sido a Apple a ceder neste caso, uma vez que no início do dia de ontem, a Intel tinha anunciado a saída do segmento de modems 5G para smartphones, o que colocaria a empresa de Cupertino em maus lençóis para conseguir entrar no comboio dos fabricantes com 5G.

3
1