www.jornaldenegocios.ptjornaldenegocios.pt - 17 abr 14:00

Pagamento de dividendos está a arrancar. Conheça as datas e os valores

Pagamento de dividendos está a arrancar. Conheça as datas e os valores

As cotadas já revelaram o valor da remuneração aos acionistas e várias já divulgaram as datas de pagamento. As ações da Navigator descontam o dividendo a partir desta quinta-feira.
Ramada

Dividendo: 1,75 euros

Variação: -22%

Dividend yield: 22,6%

Remuneração total: 44,9 milhões de euros

Payout: 64%

A Ramada volta a ser a cotada portuguesa com o dividendo mais rentável. Já pagou um dividendo de 1,15 euros relativo ao exercício de 2018 e vai distribuir outro de 0,60 euros por ação.

Altri

Dividendo: 0,72 euros

Variação: 140%

Dividend yield: 10,1%

Remuneração total: 147,7 milhões de euros

Payout: 76%

Após duplicar os lucros de 2018, a Altri decidiu aumentar ainda mais o dividendo. A subida de 140% coloca a empresa de pasta e papel com o segundo "dividend yield" do PSI-20 e que também tem dois dígitos. Os acionistas da Altri vão receber perto de 150 milhões de euros, o que corresponde a um "payout" de 76%.

Sonae Capital

Dividendo: 0,074 euros

Variação: 23%

Dividend yield: 8,3%

Remuneração total: 18,5 milhões de euros

A Sonae Capital registou em 2018 o segundo ano seguido de prejuízos. Mesmo assim decidiu aumentar o dividendo em 23%. A rendibilidade do dividendo está próxima dos dois dígitos.

Navigator

Dividendo: 0,27943 euros

Variação: 0,2%

Dividend yield: 6,8%

Remuneração total: 200,4 milhões de euros

Payout: 89%

A Navigator está habitualmente no topo dos melhores dividendos e este ano não é exceção. A empresa propõe o pagamento de um dividendo de 27,943 cêntimos, o que se situa ligeiramente acima do valor do ano passado e corresponde a um "payout" de 89%.

REN

Dividendo: 0,171 euros

Variação: 0%

Dividend yield: 6,6%

Remuneração total: 114,1 milhões de euros

Payout: 99%

A REN comprometeu-se a manter o dividendo nos próximos quatro anos, pelo que anunciou esta semana que vai voltar a remunerar os acionistas com 17,1 cêntimos por ação. O "dividend yield" é um dos mais elevados da bolsa portuguesa, bem como o "payout", já que a empresa liderada por Rodrigo Costa vai entregar aos acionistas quase todos os lucros que obteve no ano passado. 

Nos

Dividendo: 0,35 euros

Variação: 17%

Dividend yield: 6,2%

Remuneração total: 180,3 milhões de euros

Payout: 128%

A Nos é outra das empresas que aumenta mais o dividendo do que os lucros. A operadora também mantém a política de entregar aos acionistas bem mais do que os resultados obtidos. O "payout" é de 128%, com os acionistas da operadora a receberem um total de 180,3 milhões de euros. 

EDP

Dividendo: 0,19 euros

Variação: 0%

Dividend yield: 5,6%

Remuneração total: 694,7 milhões de euros

Payout: 134%

A queda superior a 50% nos lucros não impediu a EDP de manter o dividendo. A elétrica tem por isso o maior "payout" do PSI-20 e é de longe a que entrega mais dinheiro aos acionistas. Vão receber perto de 700 milhões de euros, sendo que para tal a elétrica teve que "esticar" o "payout" até aos 134%.

Sonae SGPS

Dividendo: 0,0441 euros

Variação: 5%

Dividend yield: 4,6%

Remuneração total: 88,2 milhões de euros

Payout: 40%

A Sonae decidiu elevar o valor do dividendo em 5%, num ano em que os lucros registaram um aumento bem superior (33,7%). Os acionistas vão receber 88,2 milhões de euros, ou 4,41 cêntimos por ação, o que corresponde a 40% dos lucros. A rendibilidade é inferior a 5%, o que coloca a Sonae no 8.º lugar do ranking.

Dividendo: 0,63

Variação: 15%

Dividend yield: 4,5%

Remuneração total: 522,4 milhões de euros

Payout: 74%

A Galp Energia decidiu aumentar o dividendo pelo segundo ano consecutivo. Em setembro já pagou 27,5 cêntimos e irá distribuir mais 35,5 cêntimos. 74% dos lucros vão para os acionistas, num total superior a 500 milhões de euros. Depois da EDP, a petrolífera é a que entrega o valor mais elevado aos acionistas.

CTT

Dividendo: 0,10

Variação: -74%

Dividend yield: 3,9%

Remuneração total: 15 milhões de euros

Payout: 77%

A empresa dos correios é a que aplica o maior corte ao dividendo, refletindo a descida nos lucros. Chegou a ter a melhor remuneração, mas agora o "dividend yield" não chega aos 4%. Os acionistas recebem apenas 15 milhões de euros, o que representa 77% dos lucros obtidos. Semapa

Dividendo: 0,512 euros

Variação: 0%

Dividend yield: 3,5%

Remuneração total: 41,6 milhões de euros

Payout: 31%

A Semapa optou por manter o valor do dividendo apesar de os lucros de 2018 terem aumentado 7%. A remuneração é de 51,2 cêntimos por ação, num total de 41,6 milhões de euros, o que representa um "payout" inferior a um terço dos lucros.

Mota-Engil

Dividendo: 0,074 euros

Variação: -

Dividend yield: 3,4%

Remuneração total: 17,6 milhões de euros

Payout: 73%

Depois de um interregno no ano passado, a construtora volta a remunerar os acionistas em 2019. Prometeu um payout entre 50% a 75%, o que traduzia um dividendo entre 5 e 7 cêntimos. A proposta final ficou próxima do ponto máximo, com um dividendo de 7,4 cêntimos por ação.

Jerónimo Martins

Dividendo: 0,325 euros

Variação: -47%

Dividend yield: 2,4%

Remuneração total: 204,5 milhões de euros

Payout: 51%

A Jerónimo Martins decidiu este ano retomar a política de entregar aos acionistas cerca de metade dos lucros, pelo que o dividendo sofre um corte de 47% apesar dos lucros terem subido. Em consequência, o "dividend yield" já está abaixo do 3%, uma rendibilidade que também é afetada pelo bom desempenho das ações nos últimos meses.

Corticeira Amorim

Dividendo: 0,185 euros

Variação: 0%

Dividend yield: 1,7%

Remuneração total: 24,6 milhões de euros

Payout: 32%

A Corticeira Amorim decidiu manter o dividendo de 18,5 cêntimos depois de ter aumentado os lucros em 6%. No final do ano passado pagou um dividendo extraordinário de 8,5 cêntimos.

Ibersol

Dividendo: 0,10 euros

Variação: 0%

Dividend yield: 1,5%

Remuneração total: 3,6 milhões de euros

Payout: 14%

A Ibersol volta a pagar aos acionistas um dividendo de 10 cêntimos por ação, o que representa um "dividend yield" pouco acima de 1%. Apesar dos lucros até terem descido 20%, o payout continua a ser um dos mais baixos da bolsa portuguesa.

BCP

Dividendo: 0,002 euros

Variação: -

Dividend yield: 0,9%

Remuneração total: 30,2 milhões de euros

Payout: 10%

Pela primeira vez desde 2010, o BCP vai pagar dividendos aos acionistas. O banco indicou que pretende entregar 10% dos lucros, pelo que a rendibilidade do dividendo é inferior a 1%. O objetivo do BCP passa por "convergir para um payout de 40%". Quando lá chegar a rendibilidade do dividendo deverá aumentar de forma considerável.

EDP Renováveis

Dividendo: 0,07 euros

Variação: 17%

Dividend yield: 0,8%

Remuneração total: 61,1 milhões de euros

Payout: 20%

A empresa de energias verdes da EDP até aumentou o dividendo, mas o "dividend yield" continua a ser o mais baixo entre as cotadas do PSI-20. 20% dos lucros vão para os acionistas, o que representa um dividendo de 7 cêntimos e um "payout" de 20%.

A época de pagamento de dividendos na bolsa portuguesa arranca já esta quinta-feira. A Navigator dá o pontapé de saída, com as ações a passarem a negociar sem direito à remuneração a partir de amanhã.

O dividendo de 28 cêntimos só será creditado nas contas dos acionistas a 24 de abril, mas como a bolsa nacional estará encerrada durante quatro sessões devido à Páscoa, o desconto ocorre já amanhã.

Além da Navigator, outras quatro cotadas nacionais também já aprovaram o valor do dividendo em assembleia geral e revelaram as datas em que a remuneração será paga aos acionistas (ver tabela em baixo).

A fabricante de pasta e papel é das que paga um dividendo mais atrativo, com uma rendibilidade acima de 6,5%. Mas não é a única, já que mais cinco cotadas também apresentam um "dividend yield" acima de 6%: Altri, Sonae Capital, REN e Nos.

Na galeria em cima pode ver os detalhes de todos os dividendos já anunciados pelas 19 cotadas portuguesas (os "dividend yields" foram calculados tendo por base as cotações de 22 de março). Na tabela em baixo está a listagem de todos os dividendos e das datas já conhecidas. Esta informação será atualizada assim que as empresas revelarem quando vão pagar o dividendo.

6
1