observador.ptobservador.pt - 15 abr 09:19

Deixar de fumar em conjunto é mais fácil

Deixar de fumar em conjunto é mais fácil

Os casais que deixam de fumar em conjunto parecem ter mais sucesso do que aqueles que deixam de fumar individualmente, segundo um estudo apresentado no congresso da Associação Europeia de Cardiologia.

Deixar de fumar pode ser mais fácil quando o processo é feito pelo casal, noticiou o Público. O estudo britânico foi apresentado na sexta-feira no congresso anual da Associação Europeia de Cardiologia Preventiva, que decorreu no Centro de Congressos de Lisboa.

Foram selecionados 222 fumadores que tinham um elevado risco de desenvolver doenças cardiovasculares. Destes, 45% dos companheiros também eram fumadores, 18% já tinham deixado de fumar e 37% nunca tinham fumado. Todos estes casais participaram em programas de cardiologia preventiva, que inclui não só a interrupção do tabaco, mas também a criação de rotinas de atividade física, de alimentação saudável e controlo médico de indicadores de saúde.

No final das 16 semanas do programa, 64% dos fumadores selecionados tinham deixado de fumar e 20% dos companheiros também. “A probabilidade de abandonar o tabaco foi significativamente maior nos casais que tentaram deixar de fumar em conjunto, comparando com os voluntários que tentaram deixar o tabaco sozinhos”, refere um comunicado da Sociedade Europeia de Cardiologia.

Por agora, a investigação concentrou-se nos fumadores com alto risco de desenvolverem doenças cardiovasculares, mas Magda Lampridou, enfermeira e investigadora no Imperial College de Londres, quer alargar este trabalho a fumadores que não tenham este nível de risco.

12
1